PUBLICIDADE
Informações

Olfar vai investir R$ 30 milhões em usina no Rio de Janeiro


Fábio Rodrigues - 17 jun 2016 - 11:11
OlfarPortoReal 170616 copy
Demorou quase um ano, mas, finalmente, a Olfar resolveu dar um destino à usina de biodiesel que havia comprado da Grand Valle. Localizada na cidade fluminense de Porto Real, a planta receberá R$ 30 milhões em novos investimentos. Nessa segunda-feira (13), empreendimento recebeu licença prévia de operação dos órgãos ambientais do governo do estado.

O parque industrial ocupa uma área de pouco menos de 13,6 mil m² e deve ocupar cerca de 50 pessoas diretamente. Antes da aquisição pela Olfar, a unidade tinha capacidade instalada para fabricar 88,9 milhões de litros de biodiesel por ano e fez uma carreira bastante curta tendo feito ofertas em apenas cinco leilões de biodiesel e vendas em somente dois.

A ideia é que a produção da usina seja fortemente baseada em óleos e gorduras recuperados (OGRs) – especialmente óleo de cozinha usado – com a imprensa local falando num consumo de até mil toneladas por mês estimulando a cadeia de valor relacionadas à coleta e reciclagem desse material. Há vários anos, o governo fluminense estabeleceu o Programa de Reaproveitamento de Óleos Vegetais (Prove) que pretende coletar e dar destinação correta aos OGRs.

O plano de fabricar a partir de OGRs recebeu elogios do secretário estadual do Ambiente, André Corrêa, durante a cerimônia de entrega da licença de pré-operação. “Através desse empreendimento nós vamos repensar a cadeia produtiva do óleo de cozinha, que é altamente impactante ao meio ambiente. Ter uma usina com potencial de compra de óleo saturado de pequenas empresas, cooperativas, é o desafio que mais me anima”, elogiou.

Segundo o presidente da empresa José Carlos Weschenfelder, a Olfar espera “ser um motivo de desenvolvimento da região e de alegria para o povo de Porto Real”. “A questão do óleo recuperado é importantíssima para essa planta”, disse.

Fábio Rodrigues – BiodieselBR.com
Com informações da assessoria da SEA