BASF
Regulação

MME analisa principal fator na lucratividade das usinas


MME - 16 jul 2012 - 10:07

O Ministério de Minas e Energia divulgou em seu Boletim Mensal dos Combustíveis Renováveis uma análise das margens de produção de biodiesel. Confira abaixo o texto na íntegra:

Análise da redução de margens na produção de biodiesel
A rentabilidade do investimento na produção de biodiesel depende essencialmente da relação entre o preço de venda do biodiesel e o preço de aquisição da matéria?prima. Com essa finalidade de analisar essa relação, o gráfico a seguir apresenta uma comparação do preço máximo de referência (PMR) para o biodiesel, definido pela ANP para cada leilão, em relação ao preço de mercado do óleo de soja no dia do leilão. Um valor de 135%, por exemplo, significa que o PMR foi 35% maior que o preço do óleo de soja.

mme-analise-margens160712

Até meados de 2010, na maior parte do período, importante observar que o PMR ficou entre 50% a 65% acima do preço do óleo de soja. No segundo semestre de 2010, a margem entre o PMR e o preço do óleo de soja reduziu para um patamar da ordem de 30%. Mais recentemente, em 2012, já é possível observar uma nova tendência. No caso do 26º leilão, realizado em junho, a margem do PMR sobre o óleo de soja diminuiu para 16%.

O gráfico também apresenta o preço final do leilão de biodiesel, que é o preço de venda das usinas para a Petrobras. Ainda é mostrado o deságio no leilão ANP, entre o preço final e o PMR, assim como o posterior preço médio de venda da Petrobras para as distribuidoras (preço final do “re?leilão”). Todos os preços de biodiesel são relativos ao preço do óleo de soja no dia do leilão público conduzido pela ANP.

Observação: preços do biodiesel incluem tributos federais (Pis/Pasep e Cofins), sem ICMS; preços do óleo de soja convertidos para R$ por litro, sem tributos, posto em São Paulo. Densidade considerada: 0,92 kg/litro.

Fonte: Boletim Mensal dos Combustíveis Renováveis - MME