PUBLICIDADE
cremer cremer
Regulação

Mais de uma semana depois de ataque, ANP ainda não restabeleceu todos os sistemas digitais


BiodieselBR.com - 12 ago 2022 - 15:15

A cadeia de combustíveis está há mais de uma semana sem acesso à boa parte dos sistemas digitais da ANP. Na última quinta-feira (04), a agência sofreu uma ‘tentativa de ataque cibernético’ e, como medida de segurança, retirou parte de seus sistemas do ar. Até agora, as funcionalidades só foram reestabelecidas parcialmente.

Esta informação foi confirmada agora de manhã pela ANP, que publicou uma nota em seu website informando o reestabelecimento do Sistema de Eletrônico de Informações (SEI). Nele os agentes da cadeia de combustíveis podem acompanhar os processos administrativos da agência.

Um pouco mais cedo BiodieselBR.com já havia apurado junto à Federação Nacional das Distribuidoras de Combustíveis, Gás Natural e Bicombustíveis (Brasilcom) que, pelo menos até a noite de ontem (11), os distribuidores continuavam sem acesso ao Sistema de Informações de Movimentação de Produtos (Simp).

É por meio do Simp que as distribuidoras e usinas informam à ANP as quantidades de combustíveis que movimentam mensalmente. Normalmente, os distribuidores teriam até o dia 15 para transmitir seus dados sobre o mês anterior, a ANP garantiu, no entanto, que eventuais perdas de prazos devido à indisponibilidade dos sistemas por serão compensadas. Não está claro, contudo, qual será o prazo adicional que as distribuidoras terão.

Uma fonte do setor informou que é comum que as distribuidoras encaminhem seus dados com antecedência para conseguirem resolver eventuais erros e inconsistências.

Sem preços

Outro impacto importante da queda dos sistemas da ANP é a falha na divulgação do levantamento semanal dos preços praticados por produtores e importadores de derivados do petróleo e de biodiesel.

Essa já é a segunda falha na publicação dos números que estão sem atualização desde o dia 29 de julho.

Sem prazo

Segundo a assessoria de imprensa da agência reguladora, “não é possível informar uma previsão” para a normalização completa dos serviços. Segundo uma nota enviada por e-mail, os técnicos da ANP estão “empenhados em mitigar os riscos e os efeitos do incidente” e têm como principal diretiva “garantir a segurança” e a “integridade de seu ambiente computacional”.

Questionada por BiodieselBR.com, a ANP informou também não que há indícios de que os hackers ainda tenham acesso a seus sistemas e nem que tenha acontecido o vazamento de quaisquer informações sigilosas de seus bancos de dados.

Fábio Rodrigues – BiodieselBR.com