Informações

Petrobras e BSBios formam nova empresa [Fotos]


BiodieselBR.com - 05 jul 2013 - 13:31 - Última atualização em: 20 set 2016 - 13:55

A BSBios e Petrobras realizaram ontem duas cerimônias para anunciar a constituição de uma sociedade com participação paritária, para atuar na produção de biocombustíveis no Sul do Brasil. A partir de agora a Petrobras tem 50% do complexo industrial da BSBios de Passo Fundo (RS). A valor do negócio será definido em até 30 dias quando a due dilligence terminar, mas deve ficar em torno de R$ 200 milhões.

Conforme informou Miguel Rossetto, presidente da Petrobras Biocombustíveis (PBio), o nome BSBios deverá ser substituído por uma denominação que demonstre a integração entre as duas companhias. A sede da nova empresa será em Passo Fundo e o comando continuará com o atual diretor-presidente da BSBios, Erasmo Carlos Battistella.

Com a nova sociedade, as empresas passam a compartilhar a operação de um complexo industrial com capacidade produtiva total de 300 milhões de litros/ano de biodiesel, sendo 160 milhões no Rio Grande do Sul e 140 milhões em Marialva (PR). A parceria ampliará as possibilidades de investimentos na produção de biodiesel, etanol e biolubrificantes na região Sul.

Battistella destacou que a primeira iniciativa, que já está em andamento, será a construção de uma indústria de biolubrificantes. “Essa vai ser a primeira unidade no país a produzir biolubrificante à base de canola e de linhaça, com capacidade de produção de 60 mil ton/ano.” Inicialmente essa unidade produzirá fluidos de corte e lubrificantes industriais.
Rossetto destacou que a unidade de Passo Fundo é uma das melhores do País em relação à operacionalidade e envolve cerca de 10 mil pequenos agricultores que fornecem matéria-prima (soja e canola) para o complexo.

Battistella afirma também que a companhia irá analisar projetos na área de etanol. “Vamos desenvolver e analisar um projeto estruturado para o etanol. Iniciaremos os investimentos quando tivermos o conforto agronômico e financeiro para a produção. Esse é um setor muito importante para o Rio Grande do Sul que, atualmente, é dependente de outros estados. O estado importa 98% do etanol consumido”, destacou. Este ideal foi compartilhado Rossetto: “Nós queremos investir em toda uma linha de bioprodutos, o biodiesel e o etanol se constituem na missão dessa nova empresa”.

Para Rossetto a atuação na região Sul é estratégica pela grande produção de oleaginosas, com presença significativa da agricultura familiar, e por permitir uma logística mais eficiente no atendimento aos mercados do Sul e Sudeste do país. “Nossa presença no Rio Grande do Sul faz parte de uma estratégia de nacionalização da produção. Operamos agora cinco usinas, duas no Nordeste, uma no norte de Minas Gerais, uma no Paraná, já em parceria com a BSBIOS, e agora também na unidade em Passo Fundo”, comentou o presidente da PBio. O parque de produção de biodiesel da empresa que passa a contar com capacidade total de produção de cerca de 710 milhões de litros de biodiesel/ano.

De acordo com Battistella essa segunda parceria é o reconhecimento do trabalho executado pela empresa. “É com satisfação que aliamos as competências de gestão, produção, credibilidade e qualidade já reconhecidas pelo mercado. Trabalhamos para o desenvolvimento dos biocombustíveis no País, tendo como foco o biodiesel, e esse com certeza é mais um importante passo nessa direção”, destaca Battistella.

Em Porto Alegre, o governador do estado do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, destacou a importância do negócio para o estado. “Consolidamos uma parceria com papel estruturante no desenvolvimento econômico gaúcho, com a missão de ampliar os investimentos em biodiesel e colaborar com a produção de energia renovável para o Brasil a partir do nosso estado”.

Clique nas imagens para ampliar:

BiodieselBR.com
Tags: Bsbios Pbio