Informações

Lucro líquido da ADM aumenta 51,8% no 2º trimestre na comparação anual


Estadão Conteúdo - 28 jul 2021 - 11:32

A trading de commodities agrícolas Archer Daniels Midland (ADM), dos Estados Unidos, obteve lucro líquido de US$ 712 milhões, ou US$ 1,26 por ação, no segundo trimestre do ano, informou a companhia nesta terça-feira, 27. O resultado representa alta de 51,8% ante os US$ 469 milhões, ou US$ 0,84 por ação, registrados em igual período do ano anterior. Este foi o primeiro aumento do lucro na comparação anual desde o terceiro trimestre de 2018. Segundo a ADM, houve ganhos recordes, com forte crescimento de lucro ano a ano nas três unidades de negócios.

“Com o nosso excelente início de ano e a expectativa de um ímpeto contínuo no segundo semestre, estamos confiantes em entregar resultados muito fortes para o ano inteiro e continuamos bem posicionados para um crescimento robusto e sustentado nos próximos anos”, diz a empresa.

Em termos ajustados, o lucro foi de US$ 1,33 por ação, bem acima da expectativa de analistas consultados pela FactSet, de US$ 1,03 por ação. A receita registrou alta de 41%, para US$ 22,93 bilhões, superando a expectativa dos analistas, de US$ 18,42 bilhões. Este é o sétimo trimestre consecutivo que a ADM reporta crescimento no lucro operacional ajustado.

A receita da Divisão de Serviços Agrícolas e Oleaginosas, que abrange compra, transporte e armazenagem de produtos agrícolas, assim como processamento de soja e outras oleaginosas, aumentou 40% no segundo trimestre ante igual período do ano passado, para US$ 570 milhões. O bom desempenho da divisão foi atribuído a volumes recordes de originação e exportação, impulsionados pelas vendas de milho para a China. A originação sul-americana, por sua vez, foi influenciada pela lentidão nas vendas dos produtores e pelos altos preços das commodities, disse a ADM em comunicado.

A ADM relatou, ainda, que os resultados foram significativamente maiores do que o mesmo período do ano anterior, sustentados pela recuperação contínua no serviço de alimentação, bem como pelos efeitos positivos na América do Norte, parcialmente compensados pela redução dos mandatos de biodiesel no Brasil.