Informações

Uma nova opção de capital de giro para as usinas de biodiesel


BiodieselBR.com - 12 dez 2017 - 09:17

Assim como as estratégias comerciais, as estratégias financeiras têm papel fundamental para a competitividade da empresa produtora de biodiesel. Dependendo da situação financeira da empresa, o descasamento de caixa pode chegar a 60 dias, se considerarmos o período entre pagar o fornecedor de matérias-primas e insumos (muitas vezes pagamentos estes feitos a vista ou mesmo adiantado) e receber o pagamento da Petrobras pela entrega do biodiesel. Estratégias diferenciadas de tesouraria podem reduzir o custo financeiro da empresa com capital de giro e, como consequência, aumentar a sua competitividade.

Dois dos instrumentos mais utilizados pelas empresas produtoras de biodiesel para financiarem suas operações são: a) operação de crédito diretamente com um banco e b) desconto de recebíveis a Petrobras. No primeiro caso, por ser uma operação bilateral (empresa produtora de biodiesel e banco), o custo do dinheiro está diretamente relacionado à saúde financeira da empresa tomadora e ao conjunto de garantias oferecido ao banco. No segundo caso, a empresa produtora de biodiesel cede o direito que detém sobre os recebíveis do contrato de compra e venda de biodiesel com a Petrobras a um banco e este, por sua vez, realiza o adiantamento do contrato à empresa produtora de biodiesel. Neste caso, a operação pode ser um pouco mais barata, já que o banco entende que o risco de performance é mitigado pelo fato de a empresa de biodiesel já ter um comprador e um preço definido para a compra da sua produção.

Em alguns casos, contudo, a situação financeira da empresa produtora de biodiesel é de tal forma sensível que os bancos não se interessam em operar linhas de crédito com elas ou, se operam, o fazem a custos financeiros elevados para a empresa tomadora. Uma alternativa não incomum para empresas nestas situações é tomar crédito com os seus próprios fornecedores (principalmente os de metanol e metilato de sódio). Naturalmente, neste caso, os fornecedores também incluem juros no preço do produto. Não são raros casos em que os próprios fornecedores se recusam a dar crédito aos seus clientes produtores de biodiesel dada a situação financeira de algumas destas companhias.

Até agora, mencionamos três formas básicas de uma empresa produtora de biodiesel levantar capital de giro para desenvolver sua atividade econômica: a) obtenção de crédito diretamente via bancos; b) obtenção de crédito via bancos com cessão dos recebíveis da Petrobras e c) obtenção de crédito com os fornecedores de insumos e, eventualmente, matérias-primas. A Vedana & Goulart Consultoria traz ao setor de biodiesel uma quarta alternativa para levantamento de capital para custeio das operações da empresa produtora de biodiesel: o mercado de capitais.

Vou tentar ilustrar o que acontece quando uma empresa procura um banco para obter crédito. Você já deve ter ouvido falar dos Certificados de Depósito Bancários (CDBs) e talvez até tenha tem uma parte dos seus recursos aplicados em CDB. Mas, o que é isso? Os CDBs são títulos que você, cidadão, compra de um banco, em troca de juros a serem pagos em determinada data futura. Os CDBs são apenas um dos vários instrumentos que os bancos utilizam para captar dinheiro dos seus correntistas. Pois bem, este mesmo dinheiro que o banco capta dos seus clientes é utilizado por ele para financiar outros clientes, entre eles as empresas.

fluxo sem CRA
O cliente pessoa física tem interesse em ganhar mais com o dinheiro que ele empresa ao banco. Por outro lado, a empresa tem interesse em pagar menos pelo dinheiro que ela toma do banco. O banco, no meio, tem o interesse de pagar menos ao cliente que empresa o dinheiro e cobrar mais da empresa que toma o recurso (este é o famoso spread bancário). O mercado de capitais surge com o intuito de quebrar a lógica do banco como intermediário da operação de captação e distribuição dos recursos.

O mercado de capitais é o canal que conecta poupadores (pessoas físicas ou jurídicas com sobras de capital) e tomadores sem que haja a participação do banco como agente intermediador da operação. Ou seja, ao levantar recursos no mercado de capitais, a empresa está obtendo recursos diretamente dos investidores. No âmbito do mercado de capitais brasileiro, dois papéis têm ganhado cada vez mais espaço: os Certificados de Recebíveis de Imóveis (CRI) e os Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA). O que interessa ao setor de biodiesel é o CRA.

Os CRAs são estruturados a partir das relações de trocas existentes nas cadeias do agronegócio. Por exemplo, uma empresa fabricante de insumos agrícolas que vende agroquímicos aos produtores e cooperativas agrícolas antes do início do plantio para receber os pagamentos após a safra pode “empacotar” estes contratos (ou CPRs) em um CRA. Neste caso, a empresa fabricante de insumos agrícolas, ao emitir um CRA, recebe no momento da venda o dinheiro que receberia somente depois da safra, quando seus clientes iriam lhe pagar com a receita da colheita. Os investidores do CRA recebem de volta seu capital e juros na medida em que os compradores de insumos agrícolas forem pagando pelas compras que fizeram.

Uma empresa produtora de biodiesel, mesmo aquelas em situação financeira desafiadora, podem pensar em um CRA como uma possibilidade de obtenção de crédito para as suas operações. Algumas das relações contratuais nas quais uma empresa de biodiesel se envolve poderiam ser utilizadas para a emissão de um CRA. Ao acessar o mercado de capitais com esta ferramenta, a empresa produtora de biodiesel poderia desfrutar de algumas vantagens importantes:

1) Diminuir sua dependência dos bancos.
2) Diminuir sua dependência dos fornecedores.
3) Reduzir o seu custo financeiro.
4) Aumentar seu poder de barganha pela compra de insumos e matérias-primas à vista.

Partir para uma operação de CRA requer o suporte de profissionais qualificados. Operar no mercado de capitais é diferente de operar linhas de crédito no seu banco de relacionamento. Trata-se de uma operação muito mais complexa, já que a empresa abre mão do banco como seu agente captador para ela mesma se tornar a grande obtentora do seu próprio funding. A forma como o CRA é estruturado irá determinar a sua viabilidade e o seu custo para a empresa.

A Vedana & Goulart aliou o conhecimento profundo do mercado de biodiesel e de capitais para para fazer com que as usinas de biodiesel possam gerenciar melhor os recursos financeiros, diminuindo os gastos e aumentando a rentabilidade com o uso dos CRAs. Converse conosco e entenda como sua empresa pode se beneficiar

Daniel Goulart - Vedana & Goulart Consultoria