Soja

FCStone eleva safra de soja do Brasil a 124,2 milhões de toneladas


Reuters - 04 mar 2020 - 10:00

O Brasil deverá colher um recorde de 124,2 milhões de toneladas de soja na temporada 2019/20, estimou nesta terça-feira a consultoria INTL FCStone, apontando um aumento de pouco mais de 200 mil toneladas em relação ao número anterior.

“Esse resultado muito positivo, configurando um recorde histórico para o Brasil (…) ocorre mesmo com as perdas no Rio Grande do Sul”, disse analista Ana Luiza Lodi, em nota.

A produção gaúcha foi novamente ajustada para baixo, ficando em 17,14 milhões de toneladas, disse a consultoria, observando que mais uma vez que as chuvas se mantiveram muito irregulares no último mês e há previsão de estiagem na região norte do estado para os próximos dez dias.

Nesta terça-feira, o órgão oficial de previsões do Rio Grande do Sul reduziu a safra gaúcha para 16,5 milhões de toneladas.

Outras áreas de produção de soja, como o líder Mato Grosso, têm compensado as reduções projetadas para a safra do Rio Grande do Sul, tradicionalmente o terceiro produtor nacional.

Segundo a FCStone, a colheita da soja em andamento aponta perspectivas positivas e recordes históricos em vários Estados.

Em Mato Grosso, por exemplo, a safra deve ficar próxima a 34,5 milhões de toneladas, quase 1 milhão acima da projeção anterior e aumento de cerca de 2 milhões na comparação com a safra passada.

A consultoria também elevou a projeção de exportação de soja pelo Brasil na temporada atual, para 75 milhões de toneladas, 3 milhões de toneladas acima da divulgada em fevereiro.

“Apesar das preocupações quanto a um impacto negativo do acordo entre China e EUA, os dados de line-up indicam embarques muito fortes e cerca de 60% da safra já está comercializada”, avalia Ana Luiza.

Já a estimativa de consumo interno passou de 48 milhões de toneladas para 48,5 milhões de toneladas.

Com isso, os estoques finais estimados ficaram em 2,5 milhões de toneladas da oleaginosa.