Canola

Produção da canola aumenta 6,7%


Assessoria MAPA - 26 set 2012 - 09:23
crescimento canola_safra2013_260912
O uso do óleo de canola pode ser uma alternativa para a produção de biodiesel e vem ganhando cada vez mais espaço no mercado brasileiro. Segundo dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a estimativa de produção para a safra 2012/2013 é de 55,5 mil toneladas, o que representa um aumento de 6,7% se comparado à safra anterior, que foi de 52 mil toneladas. Ainda de acordo com a Conab, haverá significativo aumento de produtividade. Se comparado ao ciclo anterior, a área plantada reduziu 4,5%, passando de 42,4 mil hectares para 40,5 mil ha.

Segundo o coordenador de Agroenergia do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), João Abreu, o mercado de canola está crescendo cada vez mais. “A demanda pelo produto não vai cessar, seja por biodiesel, bioquerosene ou outras finalidades. O Mapa continuará buscando a melhor forma de equalizar os gargalos da produção”, frisou.

Ainda segundo João Abreu, a produção da oleaginosa é uma vantagem para o produtor. “O agricultor já possui um mercado determinado. Ele não precisa ficar procurando para quem vender. A Empresa de Biodiesel compra automaticamente o produto com um preço pré-fixado em contrato”, completou.

A canola é uma cultura de regiões de clima frio. No Brasil é cultivada durante o inverno, em sistema de rotação com a soja. Os produtores concentram-se nos estados da Região Sul e em Mato Grosso do Sul. O produto possui cerca de 40% de óleo e 38% de proteína e também pode ser utilizado na elaboração de rações para animais.