Canola

No embalo da soja, preço da canola anima produtores


Zero Hora - 26 jul 2012 - 09:03 - Última atualização em: 29 nov -1 - 20:53
canola rs
Produtores gaúchos de canola vivem a expectativa de ter um dos melhores preços já pagos pelo grão no Estado. Com o valor balizado pelo preço da soja, a oleaginosa de inverno está sendo negociada por R$ 68 a saca de 60 quilos.

As lavouras, cultivadas em meio ao final da estiagem do verão, também apresentaram recuperação após a chuva dos últimos dias. Produtor em Passo Fundo, no Norte, Luiz Carlos Carvalho temeu pela cultura na época de plantio. A terra ainda estava ressecada devido à falta de chuva durante o verão, o que dificultou a germinação. Mas a normalização das precipitações a partir do mês de julho, aliada a temperaturas mais amenas, tem beneficiado as plantas.

"Além da terra seca, tivemos duas geadas fortes na metade do mês de junho, o que atrasou o desenvolvimento das plantas. Agora, estamos com as lavouras mais parelhas. Se o clima continuar assim, deveremos ter boa produtividade" explica o engenheiro agrônomo da Emater regional de Passo Fundo, Claudio Dóro.

O único temor dos produtores é o excesso de chuva na época da maturação, que no caso da canola ocorre de forma bem esparsa. A chuva em excesso faz com que os grãos se soltem da planta antes da colheita, prejudicando a produtividade.

A ressalva não tira o entusiasmo dos produtores, que vêem no preço uma esperança de cobrir parte dos prejuízos obtidos com as culturas de verão, como a soja e o milho.

"Apesar de serem coisas diferentes, a comercialização boa da canola ajuda a cobrir parte das despesas do verão" afirma Carvalho.

O produtor mantém há três anos o plantio da oleaginosa em 40 hectares de terra. A manutenção da área se justifica pelo preço alto e a venda antecipada.

"Por vezes colhemos bem o trigo, mas na hora da venda temos dificuldade. A canola não. Tudo que cultivei esse ano já está vendido para a indústria de biodiesel" conta.

Para Fábio Benin, engenheiro agrônomo e coordenador do Departamento de Fomento da BSBios, empresa de biodiesel que já garantiu a compra da canola produzida em 12 mil hectares no Estado, o preço pago ao produtor é um dos maiores da história.

"Pela projeção que temos agora, o lucro pode ser até 40% superior à safra do ano passado" opina.

No ritmo da soja
— O bom preço pago pela canola é decorrência do valor histórico que a soja atingiu nos últimos meses — até R$ 73 a saca de 60 quilos, segundo a Emater.
— A alta na soja ocorre devido à seca nos Estados Unidos, maior país produtor do grão no mundo, que vive uma expectativa de produção frustrada.
— Os preços da soja e canola são semelhantes devido à utilização da produção, ambas voltadas para o processamento de biodiesel e óleo de cozinha.
Tags: Canola