EUA

Indústria de petróleo dos EUA tenta barrar aumento do biodiesel nos tribunais


BiodieselBR.com - 29 nov 2012 - 10:21 - Última atualização em: 29 nov -1 - 20:53
processo EPA_291112
Nesta última segunda-feira (26), o Instituto Americano de Petróleo (API) entrou com uma ação judicial contra a Agência de Proteção Ambiental (EPA) para tentar impedir o aumento da mistura obrigatória de biodiesel no diesel mineral determinada para o ano que vem. Em 2013, a indústria do petróleo norte-americana terá que adicionar 1,28 bilhão de galões (4,86 bilhões de litros) de mistura de biodiesel no diesel fóssil – um aumento de 28% em relação ao mandato deste ano –, esse aumento foi definido pela EPA em setembro passado

"O novo patamar estabelecido pela EPA é inviável, deve aumentar os custos de produção de combustível diesel", disse Bob Greco, diretor de operações do API. "A EPA reconheceu que os gastos com o aumento para 2013 superam os benefícios em até US$ 425 milhões. Além disso, os casos de fraude no mercado de créditos de biocombustíveis que têm assolado o sistema desde o ano passado, e ainda têm de ser resolvidos, podem inibir a capacidade da indústria para atender o mandato maior de biodiesel”.

Nesse ano, a Agência descobriu mais de 140 milhões de créditos de combustíveis renováveis inválidos, conhecidos como “RINs”.“O problema com a fraude está tendo, e continuará a ter, impactos significativos sobre o mercado de biodiesel, o que torna ainda mais difícil cumprir o patamar estabelecido pela EPA”, disse Greco.

Na semana passada, a American Fuel and Petrochemical Manufacturers, que reúne empresas petroquímicas e de combustíveis, também fez um apelo à EPA para que reconsiderasse a decisão do aumento

Carlton Carroll – Api.org
Tradução e adaptação BiodieselBR.com