PUBLICIDADE
Em Foco

Canola é atingida por bactéria no Rio Grande do Sul


Globo Rural - 30 set 2011 - 05:46 - Última atualização em: 09 nov 2011 - 19:17

A colheita da canola no Rio Grande do Sul, maior produtor brasileiro da oleaginosa, está ameaçada. O motivo é que foi detectada a presença de uma bactéria nas plantações no estado. De acordo com a Embrapa Trigo, técnicos estão visitando as lavouras para avaliar a extensão do problema, descobrir qual a doença ao certo e saber se ainda será possível aproveitar o produto – e para qual finalidade. Há a suspeita de que o excesso de chuvas tenha colaborado para a disseminação da bactéria.

A abertura da colheita foi mantida em 4 de outubro, na cidade de Colorado (RS). Na ocasião, a empresa BSBIOS, que trabalha no processamento de biodiesel e farelo na região, pretende conversar com os produtores a respeito da situação da cultura, já que os resultados das análises de laboratório devem estar prontos até lá.

A canola é tradicionalmente usada para a fabricação de óleo para a indústria alimentícia e biodiesel. Este ano, o Rio Grande do Sul plantou pouco mais de 30 mil hectares. No Brasil, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estima que foram cultivados na safra 2010/2011 um total de 46,3 mil toneladas, com uma produção até então prevista em 69,7 mil toneladas.

por Mariana Caetano

Tags: Canola