Biodiesel

Firmado acordo para implantar programa de biodiesel em Arari


Jornal Pequeno - 25 ago 2008 - 05:21 - Última atualização em: 09 nov 2011 - 19:07

A Universidade Estadual do Maranhão (Uema), com a interveniência do curso de Agronomia, da Prefeitura Municipal de Arari, a Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema) e a Curcas Diesel Brasil Ltda, assinaram um convênio de cooperação técnica com o objetivo de implementar o Programa Municipal de Biodiesel de Arari (ArariBio). A celebração do convênio foi realizada esta semana, na Casa do Professor, em Arari.

O ArariBio visa, entre outras coisas, a incentivar o plantio de espécies oleaginosas através de modelos de agricultura sustentável; instalar unidades coletoras, esmagadoras e beneficiadoras de óleo em pontos estratégicos; capacitar técnicos e produtores para a produção de mamona, pinhão manso, amendoim, gergelim, girassol e outras espécies; incentivar o associativismo e empreendedorismo, de maneira a fortalecer os produtores na produção e comercialização; e criar novos postos de trabalho, melhorando a distribuição de renda daquele lugar.

Estiveram presentes na solenidade de assinatura, o diretor do curso de Agronomia da Uema, professor Hamilton Almeida; o presidente da Fapema, Sofiane Labidi; o prefeito de Arari, Leão Santos Neto; o secretário de Estado de Minas e Energia, Ricardo Ferro; o presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Arari, Almir de Jesus Leite; o presidente do Sindicato dos Trabalhadores de Arari, Crescêncio Correa; e os representantes da Seagro, Cristóvão Ferrão Ferreira; da Secretaria de Meio Ambiente, Manuel Carlos Bordalo; da Curcas Diesel Brasil, Mike Lu; e da Vale, Domingos Ataíde Borges Júnior; ale, de produtores rurais do município.