016

Produção de biodiesel cresce e Brasil pode ficar em terceiro


BiodieselBR.com - 05 jun 2010 - 09:40 - Última atualização em: 19 dez 2011 - 17:05
Rosiane Correia de Freitas, de Curitiba

O Brasil fechou 2009 com notícias para lá de animadoras sobre a produção de biodiesel. No total, o país aumentou a sua produção em cerca de 38%, subindo de 1,16 bilhão de litros em 2008 para 1,6 bilhão de litros no ano passado. O aumento foi causado, antes de tudo, pela decisão do governo federal de elevar para 4% o total de biodiesel que deveria ser adicionado ao diesel mineral na metade do ano. Hoje a mistura já está em 5%.

O consumo do combustível também cresceu em proporção semelhante, segundo os dados do Ministério de Minas e Energia (MME). Em 2009, o Brasil consumiu 1,56 bilhão de litros, contra 1,13 bilhão no ano anterior – o aumento foi de 39%, muito semelhante ao da produção. Segundo os dados oficiais, a demanda ficou cerca de 40 milhões de litros abaixo da produção da indústria no período. A estimativa do MME para 2010 é de consumo ainda maior: algo entre 2,3 a 2,4 bilhões de litros.

A introdução do B4 também pode ter levado o Brasil para um inédito terceiro lugar no ranking mundial de produção de biodiesel. Para isso, seria necessário ultrapassar a França, que ainda não divulgou os seus dados anuais de produção. A produção brasileira, assim, seria menor apenas do que a da Alemanha e a dos Estados Unidos.

No entanto, o Brasil tem até mais a comemorar do que os dois primeiros colocados do ranking, já que, enquanto aqui a curva de produção e de consumo vêm sendo sempre ascendentes, alemães e americanos vêm enfrentando revezes na sua produção e diminuindo o total de biodiesel produzido em suas usinas.

No ranking interno, quem teve a maior produção de biodiesel foi a Granol, com um total de 247,56 milhões de litros em 2009. Em segundo lugar, aparece a Oleoplan, com 173,07 milhões de litros, e em seguida vem a ADM, com 165,94 milhões de litros. A Brasil Ecodiesel terminou o ano com o quarto melhor desempenho: 156,37 milhões de litros. A Petrobras completa a lista dos cinco maiores produtores, com uma produção de 120,7 milhões de litros.