Mamona

Mamona: Óleo bruto ou Biodiesel


zzz7 - 01 fev 2006 - 23:00 - Última atualização em: 09 nov 2011 - 19:22

Está mais do que claro entre os especialistas, dos setores empresarial, governamental e acadêmico, e é um ponto onde todos concordam, embora com algumas visões diferentes, que em um estágio inicial, a produção de mamona deve estar focada para a comercialização de óleo bruto, atendendo primeiramente a pequena demanda interna e em seguida o mercado externo. Embora no Brasil esteja caracterizado um mercado oligopsônico para o óleo de mamona, onde um pequeno excesso de oferta pode causar uma grande queda nos preços, o mesmo não se pode dizer do mercado internacional, que é ditado por uma série de fatores, os quais fizeram o preço se elevar desde 2004, devido principalmente à redução da safra americana de soja e o crescente aumento da importação de oleaginosas pela China.

De acordo com o núcleo de assuntos estratégicos da presidência da república, os preços atingidos no mercado internacional estão relativamente estáveis nos últimos dez anos. Em 1996, o preço para o óleo bruto era de US$ 0,90/ kg e de US$ 1,03/ kg em 2002. O óleo processado, refinado ou desodorizado, atingia pelo menos 50% a mais.

O mercado mundial é de centenas de milhares de toneladas (~800.000 t). Portanto, o valor alternativo do óleo é quatro vezes maior que o custo do diesel mineral e é praticamente o dobro do custo de produção estimado. O impacto de uma grande oferta neste custo de oportunidade não tem sido quantificado, nem a possível expansão do mercado de óleo para preços menores.

Assim, primeiramente deve-se considerar a alternativa de exportação do óleo para usos não energéticos, pois além da elevação dos preços internacionais do óleo de mamona, houve uma evolução da ricinoquímica, existindo uma ampla gama de produtos industriais, obtidas a partir do óleo de mamona, desde os óleos lubrificantes até próteses e produtos medicinais o que deve aumentar o interesse dos produtores, exportadores e industriais, movimentando cada vez mais segmentos industriais, tornando pelo menos inicialmente mais rentável a comercialização da mamona dessa maneira.

Além do que quando a mistura do biodiesel for obrigatória, as diferenças de custo serão relevantes e o biodiesel de mamona possui um custo mais elevado quando comparado a outras oleaginosas. Veja comparação entre o Pinhão Manso e Mamona.