Informações

Greve da PBio completa sua segunda semana


BiodieselBR.com - 02 jun 2021 - 17:50

As usinas de biodiesel de Candeias (BA) e de Montes Claros (MG) estão completando sua segunda semana sem produção. As duas unidades industriais pertencentes à Petrobras Biocombustível (PBio) tiveram suas atividades interrompidas no último dia 20 de abril por uma greve de trabalhadores convocada pela Federação Única dos Petroleiros (FUP).

A Petrobras vem se desfazendo de seus negócios no setor de biocombustíveis ao longo dos últimos anos. O grupo já se desfez de participações acionárias em usinas de etanol e de biodiesel. A última etapa nesse processo de desinvestimento é a venda da própria PBio que foi iniciada em agosto do ano passado.

Os sindicatos cobram que o Grupo Petrobras se comprometa em absorver os cerca de 150 petroleiros concursados que atualmente fazem parte dos quadros da PBio depois que subsidiária for vendida. A gestão da Petrobrás, no entanto, alega “impossibilidade jurídica” e a direção da PBio diz não ter competência para atender a esta reivindicação.

Conciliação

Uma reunião de conciliação entre a direção da PBio e os sindicatos havia sido marcada para a tarde desta quarta-feira (02). Os sindicatos reclamam que a direção do Grupo Petrobras vem ignorando o movimento e que dispensou 12 supervisores que haviam aderido à greve de funções gratificadas.

A reunião seria mediada pela ministra do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Delaíde Alves Miranda Arantes, relatora do pedido de dissídio coletivo ingressado pela PBio. Em decisão anterior, a ministra assegurou que as duas plantas contassem com 70% de seu efetivo.

As duas usinas da PBio têm capacidade para fabricar até 500,4 mil m³ de biodiesel por ano. Além disso, a empresa também é dona de uma usina inativa em Quixadá (CE) que tem capacidade para fabricar outros 108,6 mil m³ de biodiesel por ano.

A greve coloca em risco as entregas dos 36 mil m³ de biodiesel que a PBio vendeu no L79.

Fábio Rodrigues – BiodieselBR.com
Com informações da assessoria da FUP  

Tags: Greve Pbio