PUBLICIDADE
cremer
Regulação

ANP retoma uso do SRD-Biodiesel para acompanhar contratos do setor


BiodieselBR.com - 11 nov 2022 - 09:02

Os contratos de compra e venda de biodiesel firmados entre usinas e distribuidores vão voltar a ser informados por meio do sistema especializado SRD-Biodiesel. A informação sobre normalização do funcionamento da plataforma foi divulgada no começo da noite de ontem (10) pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

O SRD-Biodiesel estava fora do ar desde o ataque cibernético sofrido pela ANP no começo de agosto. Por conta do problema a agência desobrigou a cadeia a reportar os contratos fechados para o período do 5º bimestre deste ano deixando o mercado às escuras.

No final de outubro, a ANP retomou o acompanhamento das negociações de biodiesel. Mas fez isso adaptando outro de seus sistemas eletrônicos – o Sistema Eletrônico de Informações (SEI) – e, no começo desta semana, foram divulgados os números para o 6º Bimestre com a contratação de 1,08 milhão de m³ de biodiesel.

Os dados do 5B, contudo, ainda não foram liberados.

Até o fim do mês

Segundo a nota da ANP, os distribuidores e produtores de biodiesel receberão um e-mail com uma nova senha para acessar o sistema e terão até o final deste mês para cadastrar retroativamente os contratos referentes aos meses de setembro e outubro.

Além disso, a partir do começo de dezembro, os agentes do mercado poderão passar a informar os números referentes ao 1B de 20223. A expectativa do mercado é que no próximo bimestre a política de redução no mandato de biodiesel adotada pelo governo Bolsonaro para reduzir pressões inflacionarias seja finalmente encerrada e a mistura obrigatória de biodiesel finalmente avance dos atuais 10% para 14%.

Se a normalização da mistura for realmente confirmada pelo governo de transição a expectativa da ANP é que o mercado contrate pelo menos 1,05 milhão de m³ de biodiesel nos primeiros dois meses de 2023.

Fábio Rodrigues – BiodieselBR.com