Política

Bolsonaro indica almirante para chefiar o Ministério de Minas e Energia


Folha de S.Paulo - 30 nov 2018 - 08:42

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, escolheu um militar da Marinha para ocupar o Ministério de Minas e Energia.

Na manhã desta sexta-feira (30), Bolsonaro anunciou pelas redes sociais o nome do almirante Bento Costa Lima Leite de Albuquerque Junior para o cargo. Ele iniciou sua carreira na Marinha em 1973 e, atualmente, ocupa o posto de diretor-geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico. Tem pós-graduação em Ciências Políticas pela UNB e MBA em Gestão Internacional pela UFRJ.

20181130 MinistroMME Twitter

Este é o 20º nome escolhido por Bolsonaro para ocupar o primeiro escalão de seu governo. Albuquerque é o sexto militar convidado para ocupar um ministério no futuro governo Bolsonaro – o primeiro da Marinha.

A equipe de transição chegou a cogitar a fusão do MME com as pastas de Cidades, Transportes e Integração Nacional para compor o superministério da Infraestrutura – em moldes similares ao que deverá acontecer com os ministérios da Economia e da Justiça. A ideia, no entanto, acabou descartada.

O nome de Albuquerque Jr. não chegou a circular entre os que estavam sendo cogitados para o cargo. Publicamente estavam cotados: o diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE), Adriano Pires; o deputado federal de Minas Gerais pelo PROS, Jaime Martins; e o ex-secretário-executivo do MME e ex-diretor da Aneel, Paulo Pedrosa.

Ao site Poder360, o presidente eleito chegou a confirmar que havia um quarto nome em análise, mas não revelou quem este seria.

Atualização 9h50 - O texto foi modificado para acrescentar mais informações sobre o curriculo do novo ministro e dar contexto de sua escolha.