Leilões de biodiesel

Leilão complementar terá oferta máxima de 118,1 milhões de litros


BiodieselBR.com - 26 ago 2019 - 12:02

O Leilão 68 Complementar (L68C) poderá movimentar até 118,1 milhões de litros de biodiesel. É essa a capacidade que as 39 usinas pré-habilitadas pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) ainda não comprometeram durante as rodadas regulares do certame encerradas na sexta-feira da semana passada (16).

Até agora, o L68 movimentou um pouco mais de 1.138,4 milhares de m³ de biodiesel no mercado compulsório e outros 400 m³ no mercado autorizativo. Esse montante representa 99,8% de todo o biodiesel que as usinas colocaram à disposição do mercado na Etapa 2 do leilão.

Com a oferta praticamente esgotada, no dia 15 de agosto a ANP anunciou que realizaria uma rodada complementar para o L68 permitindo que as usinas que ainda tivessem capacidade produtiva disponível fizessem novas ofertas. Em teoria, isso permitiria a venda de até 236,3 milhões de litros.

Na segunda-feira passada (19), no entanto, agência informou ao mercado que as entregas do leilão complementar seriam restritas ao mês de outubro. Na prática, isso limita as ofertas das usinas à metade.

Um grupo de 10 usinas não poderá participar do leilão complementar por já terem vendido 100% de sua capacidade durante as Etapas 3 e 5 do L68.

Entre as empresas do setor que ainda podem vender, a Granol é a melhor colocada. As usinas em Anápolis (GO), Cachoeira do Sul (RS) e Porto Nacional (TO) do grupo têm um pouco menos de 45,3 milhões de litros não vendidos.

Prisma

Além da limitação no período de entregas, mais uma vez a ANP considerou usina de Sumaré (SP) da Prisma inapta para participar da disputa por não ter entregue pelo menos 90% do biodiesel vendido no Leilão 65.

A unidade paulista havia sido impedida de participar do leilão regular pelo mesmo motivo. Ela teve, inclusive, um recurso negado pela agência.

A ausência da Prisma reduz a capacidade de oferta em 6 milhões de litros.
A planilha publicada pela ANP com a habilitação das usinas para o L68C pode ser acessada clicando aqui.

Fábio Rodrigues – BiodieselBR.com