Leilões de biodiesel

Apenas uma usina deve ficar de fora do leilão 28


BiodieselBR.com - 12 nov 2012 - 17:15 - Última atualização em: 13 nov 2012 - 17:56
l28 so_uma_desclassificada_121112
Esta manhã, a Cesbra encaminhou à BiodieselBR.com um ofício da Petrobras comprovando que a empresa não deverá ter qualquer problema para participar normalmente do 28º Leilão de Biodiesel da ANP.

Na quarta-feira passada, BiodieselBR.com publicou uma lista compilada a partir dos dados oficiais de entrega de biodiesel no 3º trimestre liberados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Segundo a lista, quatro usinas não entregaram o limite obrigatório de 80% do volume vendido no leilão, por isso, corriam risco de ficarem de fora do Leilão 28. Com 71,1%, a Cesbra fazia parte desse grupo.

A punição dependeria do entendimento da ANP sobre que a responsabilidade pela a baixa performance poderia ser creditada às usinas – o que levaria à desclassificação – ou se tinha sido provocado por motivos alheios a elas, como a não retirada pelas distribuidora.

Na ocasião, o diretor da empresa, Carlos Omar Polastri, havia dito à reportagem que estava seguro não haveria punição contra a Cesbra.

Para não deixar margens para dúvidas, a direção da Cesbra encaminhou para BiodieselBR.com cópia de um documento no qual a Petrobras confirma que a usina de Volta Redonda (RJ) disponibilizou às distribuidoras volumes mais que suficientes para cumprir os contratos firmados.

Ainda segundo o ofício, a Cesbra teria colocado à disposição do mercado pouco mais de 8 milhões de litros contra vendas de 7,5 milhões de litros durante o 26º Leilão de Biodiesel. Se todo esse combustível tivesse sido devidamente retirado pelos compradores, a usina teria tido um desempenho equivalente a 107%.

BiodieselBR.com confirmou com fontes ligadas ao processo dos leilões que as usinas Bioverde, Cesbra e Grupal disponibilizaram todo o biodiesel vendido em leilão. Com isso apenas a Bionasa corre risco de ficar de fora do próximo leilão.

Leia a íntegra do oficio da Petrobras aqui.

Fábio Rodrigues – BiodieselBR.com