PUBLICIDADE
Impostos

Abiove segue em discussão com governo para desonerar soja


Estadão Conteúdo - 24 abr 2013 - 10:40
abiove governo_240413
O presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), Carlo Lovatelli, informa que o setor ainda conversa com o governo para implementar uma medida de desoneração para o complexo soja. Ao deixar o prédio do Ministério da Fazenda, nesta terça (23), ele afirmou que "as contas ainda não fecham".

Lovatelli explicou ser difícil definir o uso do crédito presumido ao longo da cadeia, a partir da desoneração do PIS/Cofins. Ele afirmou que o setor tem atualmente um crédito a receber da ordem de R$ 4,5 bilhões e que o tema vem sendo discutido há anos com o governo em função das dificuldades dos exportadores para utilizar esse crédito. “Na próxima semana devemos definir o assunto”, adiantou.

Ele comentou ainda a informação dada pelo senador Blairo Maggi (PR/MT) sobre novos cancelamentos de compras de soja por parte da China. Segundo o executivo da Abiove, a situação é grave e a desistência da aquisição pode envolver o mesmo volume da trading Sunrise que, no final de março, anunciou o cancelamento da compra de até dois milhões de toneladas do grão.

Lovatelli disse que os atrasos no carregamento dos navios em portos brasileiros têm sido maiores este ano. De acordo com ele, os atrasos são de 30 a 40 dias ao custo de US$ 25 mil por navio a cada dia. “Muitas vezes a multa pelo atraso corresponde à margem de lucro obtida na exportação”, afirmou.

Lideranças da Frente Parlamentar da Agropecuária se reuniram na tarde desta terça com o secretário executivo do Ministério da Fazenda, Nelson Barbosa, para discutir medidas de apoio, como a renegociação de dívidas de produtores da região Sul que tiveram prejuízos com a seca no ano passado e a implantação de seguro para redução de riscos climáticos na atividade.