PUBLICIDADE
cremer cremer
Distribuição

Brasilcom preocupada com o novo modelo de comercialização de biodiesel


BiodieselBR.com - 04 nov 2021 - 11:26

Embora, hoje em dia, a Federação Nacional das Distribuidoras de Combustíveis, Gás Natural e Bicombustíveis (Brasilcom) possa ser contada entre os apoiadores do fim dos leilões públicos de biodiesel – revisando um posicionamento que manteve durante muitos anos –, a entidade está “preocupada” com a transição para o novo modelo de comercialização.

A entidade que representa 46 distribuidoras de porte regional espalhadas por todo o país, considera que a forma como a transição vem sendo gerida pelo governo federal deixa o mercado de biodiesel exposto a problemas similares aos que hoje acontecem no mercado de etanol. “Nos preocupa sobremaneira a (...) possibilidade de surgirem empresários que, à semelhança do que acontece principalmente no mercado do etanol, se aproveitem do momento para efetuarem transações sem o cumprimento de todas as obrigações e, com isto, trazer para o mercado de biodiesel a concorrência desleal e a sonegação/inadimplência”, disse o diretor institucional da Brasilcom, Sérgio Massillon, em entrevista concedida à BiodieselBR.com por e-mail.


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR