Laboratórios

Rede de biocombustíveis recebe R$ 1,87 mi


BiodieselBR.com - 27 jul 2012 - 09:40
laboratórios
Há poucos dias a Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) liberou a primeira parcela de um total de R$ 4,5 milhões que serão investidos à implantação e consolidação da Rede de Serviços Tecnológicos de Biocombustíveis (RBiocomb). A iniciativa reúne um total de 12 laboratórios e mais a Divisão de Certificação de Produtos do Instituto Nacional de Tecnologia (INT) com o objetivo de aumentar a oferta de serviços de avaliação de conformidade para as empresas do setor de biocombustíveis. Na primeira etapa estão sendo investidos R$ 1,87 milhões sendo que o restante dos recursos deverá ser desembolsado até abril de 2015.

A RBiocomb integra o conjunto de redes temáticas do Sistema Brasileiro de Tecnologia (SIBRATEC) iniciativa lançada em novembro de 2007 como parte do Plano de Ação de Ciência, Tecnologia e Inovação para o Desenvolvimento Nacional – o chamado PAC da Ciência e Tecnologia – que tem como meta estreitar os laços entre a comunidade científica e o setor produtivo, aumentando a inovação tecnológica no Brasil. Podem participar das redes de serviços tecnológicos apenas laboratórios e entidades acreditadas e que possuam sistema de gestão da qualidade laboratorial.

Segundo o pesquisador do INT e coordenador a RBiocomb, Eduardo Cavalcanti, embora o país já conte com um número razoável de laboratórios cadastrados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) para fazer ensaios com biodiesel, o objetivo é passar a oferecer de forma consistente ao mercado uma gama mais ampla de serviços. Alguns dos ensaios feitos por laboratórios ligados à nova rede – como os testes de emissões feitos pelo LACTEC – sequer são obrigatórios pela legislação atual do setor de biodiesel.

Mas a primeira grande novidade é que ensaios oferecidos pelos laboratórios da RBiocomb serão acreditados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) o que lhes garante reconhecimento internacional. “No momento em que se começa a falar de exportação de biodiesel, isso passa a ter muito importância”, pontua Cavalcanti.

Além disso, a rede vai oferecer serviços de certificação voluntária de qualidade para usinas de biodiesel. Dessa forma as empresas interessadas em atestar de forma sistemática ao mercado consumidor que seu produto oferece garantias de qualidade total, poderá recorrer aos técnicos da Rbiocomb que poderão auditar todo o processo de produção, armazenamento e entrega do produto ao cliente. Isso acrescenta um nível extra de confiabilidade ao fabricante, o que vem bem a calhar não somente dentro do novo sistema de comercialização do biodiesel, instituído pelo MME em maio passado, como ainda antecipa potenciais exigências de um futuro mercado exportador. “Os países europeus estão preocupados com a qualidade do biodiesel importado e cada vez mais rigorosos com seus padrões de qualidade”, avalia o pesquisador do INT.

O terceiro produto dos laboratórios da rede é o desenvolvimento de melhorias. Cavalcanti explica que em boa parte dos casos, as empresas procuram os laboratórios simplesmente para fazer os ensaios e obter os laudos que precisam para comercializar o seu produto, os técnicos podem desempenhar um papel bem mais relevante do que esse. “Podemos emitir laudos técnicos que analisam os resultados obtidos nos ensaios para tentar diagnosticar qualquer problema que haja no sistema produtivo de uma usina e, dessa forma, propor ajustes e melhorias”, completa acrescentando que para fazer isso é preciso contar com equipes mais versáteis e bem treinadas.

No momento, a rede ainda está em consolidação e os recursos recebidos da Finep vão contribuir nesse esforço. De acordo com Cavalcanti, além de estabelecer a gestão da rede e a compra de novos equipamentos, o dinheiro também vai ser usado na aquisição de materiais de referência e no desenvolvimento de programas de comparação interlaboratorial e calibração, com o objetivo melhorar a precisão e a confiabilidade dos resultados obtidos nos testes.

Fábio Rodrigues - BiodieselBR.com