Matérias-primas alternativas

Plano Nacional da Sociobiodiversidade inclui estímulos ao babaçu no TO


BiodieselBR.com - 23 out 2012 - 10:38 - Última atualização em: 29 nov -1 - 20:53
babacu tocantins_231012
Hoje e amanhã (23 e 24), representantes do Ministério do Meio Ambiente (MMA) e da Câmara Técnica da Sociobiodiversidade do Tocantins estarão reunidos para determinar as ações as atividades produtivas que serão incluídas nas ações que o Plano Nacional da Sociobiodiversidade realizará no Estado. O encontro acontece na capital Palmas.

Durante esses dois dias, os participantes debaterão sobre as diversas cadeias produtivas da sociobiodiversidade, mas uma delas deverá se destacar: o extrativismo sustentável do coco babaçu. Atividade é o ganha-pão m diversas comunidades rurais na região do Bico do Papagaio que reúne 25 municípios do norte do Tocantins.

A expectativa do ministério e do governo estadual é envolver as comunidades quebradeiras de coco do babaçu nos empreendimentos e unidades de beneficiamento do fruto cujo óleo tem despertado interesse por seu potencial como matéria-prima para a indústria de cosméticos e de biocombustíveis entre outros usos.

Segundo a engenheira agrônoma e representante Câmara Técnica da Sociobiodiversidade no Tocantins, Francisca Marta Barbosa, essas reuniões são importantes para a continuidade e implementação das ações no Tocantins. “Esse Plano é formidável para as quebradeiras de coco do Bico do Papagaio, pois acreditamos que irão beneficiar aproximadamente 1.000 mulheres daquela região. Essa reunião reforça a necessidade de efetivar o Plano e executar as ações que foram planejadas com a participação de todos os envolvidos na cadeia produtiva do Babaçu”, informou.

Fábio Rodrigues – BiodieselBR.com
Com informações da Secretaria de Comunicação Social do Tocantins

Evonik