EUA

Setor de biodiesel dos EUA cobram transparência sobre isenções a refinarias


Agência Estado - 04 jun 2020 - 09:00

Representantes do setor de biocombustíveis dos Estados Unidos estão pressionando a Agência de Proteção Ambiental do país (EPA, na sigla em inglês) por mais informações sobre os planos da agência em relação a isenções a pequenas refinarias de petróleo. No começo deste ano, uma decisão judicial limitou essas isenções, que desobrigam pequenas refinarias de cumprir exigências de mistura de biocombustíveis.

Em carta ao administrador da EPA, Andrew Wheeler, o vice-presidente de Assuntos Federais do Conselho Nacional de Biodiesel, Kurt Kovarik, pediu mais transparência da agência. Ele quer saber se foram feitas solicitações de isenção desde 24 de janeiro deste ano, e se as refinarias estão buscando isenções retroativas. Na carta, Kovarik disse que, apesar da decisão judicial, a EPA não revelou se recebeu novos pedidos desde então.

Os volumes obrigatórios de mistura de biocombustíveis nos EUA não vêm sendo cumpridos porque pequenas refinarias de petróleo recorrem diretamente à EPA para serem desobrigadas da exigência, alegando que isso causa dificuldades financeiras.

Após queixas do setor de etanol, a EPA anunciou em outubro do ano passado um plano para compensar a redução de demanda causada por futuras isenções. A proposta, no entanto, não agradou ao setor de etanol.