BASF
EUA

EUA fecham o ano com recorde mundial de produção de biodiesel


BiodieselBR.com - 31 jan 2012 - 06:47 - Última atualização em: 27 fev 2012 - 00:29

Na semana passada a Agência de Proteção Ambiental (EPA na sigla em inglês) do governo norte-americano divulgou os números oficiais da produção de biodiesel em 2011. Há tempos já se sabia que a indústria dos Estados Unidos fecharia o ano com uma produção recorde, mas o resultado foi ainda mais forte do que o projetado. As usinas do país produziram mais de 4 bilhões de litros de biodiesel no ano passado. Na história, este é o maior volume produzido em um ano por um país.

Em comparação, até o mês de novembro – dado mais recente disponibilizado pela ANP –, o Brasil havia produzido pouco mais de 2,4 bilhões de litros de biodiesel. Se a indústria nacional repetir em dezembro a média dos meses anteriores, o país encerrará o ano com uma produção total de 2,65 bilhões de litros.

Essa foi uma virada significativa a favor da indústria dos Estados Unidos. No começo do ano, havia quem apostasse que o Brasil estava a caminho de tornar-se o campeão mundial de produção.

A virada veio quando o congresso norte-americano renovou o incentivo fiscal de US$ 1 por galão de biodiesel no começo do ano. Essa medida reverteu a trajetória de encolhimento que a indústria amargou ao longo de 2010. O problema é que o incentivo expirou no final de 2011 e voltaram as dúvidas se a indústria do país vai conseguir manter o impulso durante 2012. A National Biodiesel Board (NBB) – associação dos produtores dos Estados Unidos – ainda está tentando obter a renovação do subsídio.

"Estamos provando que essas políticas funcionam, que a inovação e competitividade americanas podem nos resgatar da perigosa dependência em relação aos combustíveis importados”, comentou a vice-presidente de assuntos federais da NBB, Anne Steckel.

Fábio Rodrigues - BiodieselBR.com

Tags: Eua