Argentina

Kirchner ironiza represália comercial por YPF


AFP - 23 abr 2012 - 09:06

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, ironizou nesta sexta-feira o impacto da decisão espanhola de reduzir a compra de biodiesel, advertindo que a Espanha deverá pagar agora mais caro pelo produto.

Em um ato público na província de Santa Cruz, Kirchner disse que "se o governo da Espanha quer pagar mais caro pelo biocombustível, isto é uma decisão soberana, e não vamos adotar qualquer medida junto à OMC (Organização Mundial do Comércio) ou dizer que estão bloqueando nossas exportações".

"Somos gente que respeita a soberania dos países e por isto também somos zelosos defensores da nossa própria soberania e das nossas decisões", destacou a presidente ao inaugurar um complexo hidroelétrico em Santa Cruz.

Kirchner se referia à decisão da Espanha de reduzir as importações de biodiesel argentino em represália à expropriação da YPF, até então controlada pela Repsol.