PUBLICIDADE
Argentina

Argentina e UE podem negociar solução para barreiras do biodiesel


Estadão Conteúdo - 16 jun 2014 - 13:11 - Última atualização em: 29 nov -1 - 20:53
ArgentinaUE 160614
Missão da Comissão Europeia afirma que o bloco está disposto a negociar com a Argentina uma solução para as barreiras impostas ao biodiesel argentino. "Estamos sempre dispostos a buscar uma solução", disse o enviado da UE, Antonio Tajani, em visita a Buenos Aires na última sexta-feira (13). Em entrevista coletiva à imprensa, ele ponderou que "é possível tentar resolver o problema em um nível político". 

Tajani se encontra no país acompanhado por representantes de empresas europeias para discutir assuntos relacionados a investimentos nos setores de energia, alimentos, turismo e transportes. Na área energética, o interesse está voltado para Vaca Muerta, a segunda maior reserva potencial de gás não convencional, e a quarta em petróleo não convencional. 

Em março, a pedido da Argentina, a Organização Mundial de Comércio (OMC) decidiu instalar um painel para investigar medidas antidumping impostas pela UE ao biodiesel argentino, em novembro de 2013. "É um direito da Argentina de ir à OMC", comentou Tajani, completando que a "Europa pode sempre falar com a Argentina e tentar buscar uma solução, que não é a solução técnica da OMC". 

O mercado europeu é o principal destino do biodiesel local, fabricado com soja. A Argentina é líder mundial em óleo e farelo de soja e a terceira de soja em grão. O país é dono do maior polo agroportuário do mundo, que garante ao biodiesel argentino competitividade e liderança. Esta é uma das linhas de defesa do país para sustentar a acusação de que a "UE adotou medida protecionista porque os produtores locais são ineficientes".

Com adaptação BiodieselBR.com 
Tags: Argentina UE