Argentina

Argentina diferenciará preço do biodiesel por tamanho da usina


BiodieselBR.com - 10 dez 2012 - 09:49 - Última atualização em: 29 nov -1 - 20:53
precos argentina_101212
O governo da Argentina cumpriu a promessa que havia feito em novembro passado e adotou uma política de preços diferenciados que no mercado interno de biodiesel. A ideia é pagar mais pelo produto fabricado por usinas pequenas e médias (PMEs) que vem enfrentando dificuldades em se manter no mercado.

As usinas de biodiesel foram divididas em três grupos em função de seu porte. Foram consideradas pequenas as usinas com capacidade produtiva até 20 mil toneladas anuais; médias as que fabricam entre 20 mil e 100 mil toneladas por ano e grandes todas as demais. Cada uma dessas categorias vai receber de acordo com uma tabela que será atualizada quinzenalmente pela Secretaria de Energia do Ministério do Planejamento Federal, Investimento Público e Serviços.

Os preços que estão valendo para a tonelada de biodiesel nesse momento são os seguintes: 4.565,34 (R$ 1.961) pesos para o biodiesel de grandes usinas; 5.182,53 (R$ 2.226) para o das médias; e 5.333,29 (R$ 2.291) para o das pequenas.

Até o momento todas as usinas estavam recebendo 4.661 (R$ 2.000) pesos por tonelada. O valor era considerado inadequado pelas PMEs que vinham paralisando a produção. Há informes de que a mistura obrigatória estaria deixando de ser cumprida por falta de biodiesel.

Segundo o empresário do ramo de biodiesel e gerente da Câmara de Pequenas e Médias Empresas de Energia e Biocombustível, Federico Pucciariello, disse ao diário La Capital a medida será benéfica. “Esta medida equilibra todos os atores do negócio de biodiesel, relaça o mercado e estimula a produção das PMEs”, comentou.

Fábio Rodrigues – BiodieselBR.com
Com informações: Edición Rural, La Capital, Agritotal.com