Informe Publicitário

Novo catalisador para biodiesel reduz custos de produção


NanoMetallis - 21 nov 2016 - 10:14

A Nanotecnologia é considerada como parte integrante da nova Revolução Industrial e já está presente em inúmeros setores da economia mundial. Pensando numa indústria crescente como a dos combustíveis renováveis, a NanoMetallis desenvolveu um novo catalisador e inovou em relação ao processo tradicional da produção do Biodiesel (BD).

A NanoMetallis é uma empresa nacional com sede em Curitiba-PR inteiramente dedicada à Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I). Em seus laboratórios são desenvolvidas nanopartículas funcionalizadas com foco paras os setores de Energia, Construção Civil, Polímeros e Saúde.

Catalisador Inteligente, processo eficiente com biodiesel de qualidade

A empresa desenvolveu um novo processo para a produção de BD utilizando um catalisador funcionalizado líquido, a família de catalisadores NM BD100. O processo representa uma grande revolução na cadeia de produção do BD e seus subprodutos, estabelecendo um novo ciclo de oportunidades para o setor e fortalecendo também o uso dos biocombustíveis na aviação.

O catalisador funcionalizado conduziu o desenvolvimento de um processo mais eficiente, otimizando várias etapas e sempre produzindo um BD de qualidade, além de agregar novos planos de negócios a seus dois únicos subprodutos, um composto de glicerina e um surfactante pastoso.

Biodiesel produzido com o NM BD100

As diferenças começam pelo uso do óleo degomado bruto não havendo a necessidade do refino que aumenta o custo e podendo deixar resíduo como o fósforo. Foram testadas outras matérias primas na fabricação do BD com resultados semelhantes, bastando funcionalizar o catalisador em função da mesma.

O processo otimizado da reação de transesterificação é superior a 98% e realizado a temperatura ambiente (22-30°C). Convém destacar outro diferencial que é a razão molar metanol: óleo que passou por significativa redução do metanol no processo mostrando que a reação de transesterificação realizada pelo NM BD100 é irreversível, resultando um BD de alta qualidade e estável. A separação do BD formado, composto de glicerina e surfactante pastoso ocorrem por meio de centrifugação de fluxo continuo, permitindo total automação do processo.BD100
O composto de glicerina (~15%) não necessita de purificação posterior eliminando assim, a formação da borra além de novas aplicações com valor agregado, enquanto que o surfactante pastoso (~4%) tem uma excelente demanda industrial.

Atualmente, existe uma grande preocupação ambiental em relação aos resíduos gerados pelo processo tradicional envolvendo a lavagem do BD. No processo com o NM BD100 devido à eficiência do catalisador funcionalizado, o índice de acidez ~0,07 mgKOH/g atende as especificações da legislação vigente, sem a necessidade da etapa de lavagem contribuindo para a redução da pegada hídrica do processo. Consequentemente, se tem um aumento da qualidade do BD devido à ausência dos resíduos químicos como magnésio, cálcio e enxofre.

O parâmetro índice de entupimento a frio atinge valores -5 °C sem a necessidade da adição de aditivos apresentando boa estabilidade oxidativa. O ponto de fulgor de 178 °C é outro destaque permitindo segurança no transporte, armazenamento e utilização.

Comprovadamente o novo processo reduz os gastos energéticos da planta de BD, as razões molares da matéria prima são estabelecidas, reduz o uso de aditivos pós-processo, contribui significativamente para a redução da etapa de tratamentos de efluentes e geração de resíduos sólidos. O catalisador funcionalizado atende amplamente as especificações físico-químicas de qualidade e traz uma nova realidade para a cadeia produtiva associada à redução de custos com a qualidade superior do BD.
Reduza sua pegada ecológica entre em contato e conheça o novo processo de biodiesel da NanoMetallisPlanta Piloto do Processo de Biodiesel com o NM BD100 da Nanometallis.
Reduza sua pegada ecológica entre em contato e conheça o novo processo de biodiesel da NanoMetallis. NanoMetallis