PUBLICIDADE
cremer
Biodiesel

Triângulo Mineiro deve receber nove miniusinas até 2009


Brasil Agro - 03 out 2008 - 05:17 - Última atualização em: 09 nov 2011 - 19:07

A abertura dos debates de nesta quarta-feira (1º/10) no Conbien – Congresso Brasileiro de Agrobioenergia e Simpósio Internacional de Biocombustíveis, teve a apresentação de projetos para Uberlândia e região na área de biocombustíveis. Segundo o economista Leonardo Baldez, da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg), a instituição em parceria com outros centros tecnológicos já possui o projeto para construção de nove miniusinas de biodiesel na região até o fim de 2009. “Nosso projeto está sendo desenvolvido para favorecer o pequeno produtor, uma vez que terá um baixo custo e será realizado através da agricultura familiar”, esclareceu Baldez.

Também integrante do projeto, Emerson Oliveira e Carlos Oliveira apresentaram ao público outras plantas de usinas de biodiesel criadas por eles, como a carreta com equipamentos para produção do combustível. “A carreta já apresentada em diversos eventos é ideal para regiões com pequenas cidades, pois pode ser utilizada em conjunto”, explicou Emerson.

Dando continuidade às apresentações voltadas para a agricultura familiar, Wilson Maluf e Márcio Silveira, da Universidade Federal de Tocantins, defenderam o uso da batata-doce na produção de bicombustível no painel “O potencial de raízes e tubérculos para produção de etanol”.

“No Brasil temos um baixíssimo nível de tecnologia empregado na cultura de batata-doce, ao contrário do que acontece com a cana-de-açúcar”, resumiu Maluf.

De acordo com Silveira, a batata-doce tem grande variabilidade genética, sendo este aspecto mais um benefício para produção de biodiesel. “Esta é uma matéria-prima totalmente viável para o processamento, porém é necessária a realização de pesquisas e interesse por parte das empresas em investimentos”, completou o pesquisador.

CONBIEN
O Conbien é um evento promovido pela Universidade Federal de Uberlândia – UFU, com apoio de diversos parceiros, e reúne na cidade congressistas de todas as partes do Brasil, entre pesquisadores, estudantes e produtores, além de delegações da Argentina, Colômbia, Estados Unidos, Portugal e outros