Biodiesel

MDA diz que não há restrições à biodiesel da mamona no PI


TV Canal 13 - 28 ago 2008 - 05:25 - Última atualização em: 09 nov 2011 - 19:07

A pedido do deputado estadual e líder do governo na Assembléia Legislativa do Piauí, João de Deus, foi realizada uma audiência pública para discutir a produção de biodiesel a partir da mamona.

A solicitação foi motivada por conta da divulgação de possíveis restrições das novas especificações para o biodiesel exigidas pela Agência Nacional de Petróleo (ANP).

Foi veiculado que estas novas especificações poderiam desestimular a produção a partir do óleo de mamona: muito viscoso e com risco de entupir os bicos injetores dos motores, segundo a ANP. Para ser economicamente viável, o biodiesel de mamona precisará de aditivos, como os óleos de soja ou girassol, para ser utilizado nos tanques dos veículos.

Jânio Rosa, representante do Ministério do Desenvolvimento Agrário afirma que houve uma interpretação errada das novas especificações, que segundo o representante do MDA abre espaços para novas fontes de energia.

“Ao contrário do que foi divulgado, o governo não enterrou o programa da mamona, pelo contrário, continua incentivando o que nós fazemos é ampliar outras matrizes como o girassol, soja, granola e dendê”.

Redução prejudica Agricultura Familiar
O deputado João de Deus lembra que a opção pela mamona como matriz energética para produção de biodiesel visou fortalecer o Programa Nacional de Agricultura Família e uma redução no programa prejudicaria a quem apostou na idéia.

Apenas um parlamentar compareceu

Para a Audiência Pública todos os parlamentares foram convidados, porém apenas o deputado João de Deus compareceu. A reunião contou com a presença de representantes do Governo do Estado e entidades ligadas a área.

Magnus Régis