Negócio

Vendas de diesel ainda estão 2% abaixo dos patamares de um ano atrás


Valor Econômico - 21 jul 2020 - 10:00

As vendas de diesel no mercado brasileiro fecharam a primeira quinzena de julho, em média, 2% abaixo dos patamares registrados em igual período do ano passado. A informação consta no boletim de monitoramento da pandemia da covid-19 do Ministério de Minas e Energia (MME).

Os dados do MME apontam que a queda do consumo de combustíveis é generalizada, a exceção da comercialização de gás liquefeito de petróleo (GLP) de 13 quilos. O volume de vendas do derivado fechou a primeira quinzena do mês com alta de 6,1%.

O consumo de gasolina, por sua vez, está 9,5% abaixo dos patamares de há um ano, enquanto a comercialização de etanol está 24,3% menor e a de querosene de aviação está 72,4%.

Apesar de o consumo ainda se encontrar abaixo dos volumes de um ano atrás, o MME destaca que a taxa de utilização das refinarias da Petrobras já voltou a superar a casa dos 75%, como no período pré-pandemia.

“A carga global de processamento de petróleo está estável nas refinarias acompanhadas, com fator de utilização total de 76,3% ontem... Há uma percepção da plena recuperação e, atualmente, o refino está em valores semelhantes ao período anterior à pandemia covid-19”, informa o boletim do MME.

André Ramalho – Valor Econômico