BASF
Negócio

Preços do petróleo permanecem em alta após redução nos estoques dos EUA


BiodieselBR.com - 19 out 2017 - 09:20

Preços do petróleo permaneciam em alta nesta quarta-feira (18) após dados da Administração de Informação de Energia dos EUA (EIA, na sigla em inglês) mostrarem que os estoques de óleo cru do país tiveram redução maior do que o esperado na semana passada.

Contratos futuros do petróleo West Texas Intermediate (WTI) ganhavam US$ 0,42, ou cerca de 0,75%, com o barril negociado a US$ 52,28 às 12h35. Os preços estavam em torno de US$ 52,23 antes da divulgação dos dados dos estoques.

Além disso, o petróleo Brent, referência para preços do petróleo fora dos EUA, avançava US$ 0,47, ou cerca de 0,81%, para US$ 58,35 o barril.

A EIA afirmou em seu relatório semanal que os estoques de petróleo bruto tiveram redução de 5,73 milhões de barris na semana que se encerrou em 13 de outubro.

Analistas de mercado esperavam que os estoques de petróleo bruto tivessem redução de 4,24 milhões de barris, ao passo que o Instituto Americano de Petróleo (API, na sigla em inglês) informou na terça-feira uma diminuição de 7,1 milhões de barris no abastecimento.

O Estoque em Cushing, Oklahoma, o principal ponto de entrega para o petróleo bruto da Bolsa de Nova York, teve aumento de 202.000 barris na última semana, informou a EIA.

O relatório mostrou que os estoques de gasolina tiveram aumento de 908.000 barris, em comparação a expectativas de aumento de 256.000 barris. No caso de estoques de destilados, incluindo diesel, a EIA relatou um aumento de 528.000 barris.

A commodity já tinha se fortalecido após relatórios informações surgidas na terça-feira de que forças iraquianas tomaram o controle de campos de petróleo em Kirkuk.

O confronto aconteceu após um referendo no qual os curdos, que governam a região semiautônoma no norte do Iraque, terem decidido por ampla maioria pela independência no mês passado, desafiando Bagdá, potências regionais e os EUA.

Além disso, contratos futuros de gasolina avançavam 0,44% para US$ 1,637 o galão, ao passo que os contratos futuros de gás natural recuavam 2,60% para US$ 2,885 por milhão de unidades térmicas britânicas.

Tags: EIA Eua Petróleo