PUBLICIDADE
cremer cremer
Bio

[Atualizado] Multinacional lança pedra fundamental de usina de biodiesel


. - 20 jun 2011 - 11:20 - Última atualização em: 09 nov 2011 - 19:17

Com investimento de US$ 152 milhões na construção das duas plantas, a Noble Brasil escolheu Rondonópolis para realizar o maior investimento na área de grãos, que permitirá esmagamento diário de 4 mil toneladas. No ano, isso resultará em 1,3 milhão de toneladas da oleaginosa e 200 milhões de litros de biodiesel. O lançamento das obras ocorre nesta terça-feira (21) e a fábrica deve entrar em operação em julho de 2012, gerando 100 empregos diretos, segundo informações do gerente regional, Luiz Sposito.

Segundo secretário municipal de Desenvolvimento Econômico de Rondonópolis, Claudemir Castilho, a indústria já começa aquecer a economia, gerando empregos na construção da indústria. "Irá consolidar Rondonópolis como um dos grandes polos do agronegócio do Centro-Oeste". A indústria irá ocupar 46 hectares. Além da Noble, estão instaladas no município uma unidade da Bunge e outra da ADM.

Grupo Noble opera em 38 países por meio de 150 escritórios e usinas, empregando pessoas de 70 nacionalidades. Atende produtores de baixo custo como Brasil, Argentina, Austrália e Indonésia e fornece ao mercado com demanda de alto crescimento, incluindo China, Índia e Oriente Médio. No ano passado, o grupo fechou com receita anual de US$ 56 bilhões. Atuando no país desde 2004, o grupo escolheu Mato Grosso para investir em soja, milho, farelo, sorgo, arroz e óleo vegetais.

Fonte: A Gazeta - MT