047

[Rodrigo Rodrigues] - Difícil adeus à Revista BiodieselBR


Revista BiodieselBR - 25 set 2015 - 11:30

Quando o Miguel Angelo Vedana me ligou comunicando que a revista BiodieselBR deixaria de circular, fiquei perplexo e surpreso. Imediatamente ele conseguiu transmitir alívio, informando que a revista impressa deixaria de circular, porém o Portal BiodieselBR e a nova plataforma de dados do setor, a BiodieselDATA, permaneceriam ativos. 

Consequência inexorável da evolução tecnológica que substitui o papel por meios digitais para transmitir a informação, à qual nós, cinquentenários criados e habituados ao uso da informação impressa, precisamos nos adaptar.

Menos relevante é o meio; o importante é a qualidade da informação. E é na qualidade que reside o mérito da trajetória da revista BiodieselBR, do nascimento à última edição impressa, realçando memoráveis lembranças que nos deixa.

Do lançamento da revista em 2007, véspera da entrada em vigor da adição obrigatória de 2% de biodiesel ao diesel mineral (B2), até o dia de sua derradeira edição, foi testemunha fidedigna, imparcial, investigativa, crítica e indutora do desenvolvimento da cadeia produtiva de um biocombustível recém-introduzido na matriz energética nacional.

Ao longo desse período, soube reunir e publicar bimestralmente entrevistas qualificadas com os principais protagonistas, privados e públicos, do mercado do biodiesel em formação e expansão. Reuniu ampla informação, divulgando estudos técnicos relativos a políticas públicas, tecnologias e processos de produção, características associadas às matérias-primas alternativas, dados relativos à produção e consumo, e consolidando uma agenda com os principais eventos relativos ao biodiesel no Brasil e no mundo.

Com o advento da mistura obrigatória e dos leilões de biodiesel, passou a cobrir os certames, acompanhando as disputas, resultados e a evolução metodológ ic a introduzida nos leilões, dos certames presenciais semestrais aos pregões eletrônicos bimensais, com cobertura online pelo site BiodieselBR.com.

Registrou em reportagens de capa os grandes desafios e avanços do biodiesel no Brasil, como a evolução da adição obrigatória para B3, B4, B5, B6 e B7, o aperfeiçoamento das regras do Selo Combustível Social, os potenciais e limitações das matérias-primas e tecnologias alternativas.

Os responsáveis pela redação e edição da revista também ousaram e organizaram a Conferência BiodieselBR, com oito eventos realizados desde 2007 e uma nona edição agendada para outubro de 2015, cujas apresentações e debates também foram amplamente relatados pela revista.

Enfim, ao cabo desta breve retrospectiva de quase uma década de existência de um mercado de biodiesel que se consolida, e da revista que relatou sua evolução até aqui, é gratificante registrar o reconhecimento pelo trabalho profissional, empenho, empreendedorismo e dedicação do sr. Univaldo Vedana, idealizador da revista, legado transmitido aos filhos Julio Cesar e Miguel Angelo, bem como a uma valorosa equipe, na editoração, redação e divulgação de informação qualificada sobre o biodiesel, que muito contribuiu para aperfeiçoar o mercado nacional desse jovem combustível de fontes renováveis. Acredito que a continuidade do Portal BiodieselBR vai superar amplamente a falta da versão impressa, mas esta sempre ocupará um lugar especial na história do biodiesel no Brasil.

Rodrigo Augusto Rodrigues - Coordenador da Comissão Executiva Interministerial do Biodiesel