BASF
030

Biocombustíveis: crescimento do biodiesel


Edição de Ago / Set 2012 - 27 ago 2012 - 17:51 - Última atualização em: 31 out 2012 - 12:01
Biocombustível foi o produto industrial brasileirode maior crescimento nos últimos anos

Fábio Rodrigues, de São Paulo

Segundo a mais recente edição da Pesquisa Industrial Anual do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o biodiesel foi o produto industrial brasileiro de maior crescimento entre os anos de 2007 e 2010. As vendas do biocombustível se multiplicaram por oito durante o período.

Em 2007, as vendas do produto somaram R$ 576 milhões. Já em 2010, foram vendidas 2,2 milhões de toneladas de biodiesel por um valor total de R$ 4,59 bilhões. Isso representa um crescimento de 780%. Com isso o produto saltou da 382ª para a 53ª colocação no ranking elaborado pelo IBGE. Os estados brasileiros que mais se beneficiaram com a venda de biodiesel em 2010 foram Rio Grande do Sul e Goiás, que embolsaram R$ 1,3 bilhão e R$ 1,01 bilhão respectivamente.

Embora os números sejam positivos, o resultado não deixa de ser previsível. Afinal, o lapso de tempo observado pelo IBGE compreende precisamente o período de implantação da mistura obrigatória no Brasil, no qual a proporção de biodiesel misturado ao óleo diesel cresceu de forma surpreendentemente acelerada. A adição de biodiesel começou em 2008 com a introdução do B2 e, depois de sucessivas antecipações no aumento da mistura, chegou aos atuais 5% em janeiro de 2010. Segundo o cronograma original do Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel (PNPB), esse volume só deveria ser alcançado em 2013.

Além disso, é preciso levar em conta que as vendas de biodiesel estão diretamente atreladas às de óleo diesel, principal produto industrial do país em valor de vendas. Em 2010, o combustível fóssil movimentou R$ 44,5 bilhões de um total de R$ 1,5 trilhão gerados pelo comércio de produtos industrializados no território brasileiro.