025

Aprobio: defendendo os interesses dos produtores de biodiesel


Edição de Out / Nov de 2011 - 15 out 2011 - 12:29 - Última atualização em: 25 jan 2012 - 17:37

Um grupo de empresas produtoras de biodiesel reuniu- -se no mês de Junho, em São Paulo (SP), com o objetivo de se unir em uma associação para representar e defender os interesses do Setor no país, com esse intuito fundamos a Aprobio- Associação dos Produtores de Biodiesel do Brasil. O grupo definiu em conjunto que a associação fosse liderada por mim, tendo como Vice-Presidente, o Diretor Superintendente da Cooperbio, Adilton Domingos Sachetti. Também deliberamos que a Aprobio contasse com uma gestão profissionalizada, por isso contratamos para administrar a entidade no cargo de Diretor Superintendente, o Engenheiro Mecânico, Julio Cesar Minelli.

A Aprobio tem como principal objetivo defender os interesses das indústrias produtoras de biodiesel, atuando de forma colaborativa e construtiva com o Governo Federal na construção do novo Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel (PNPB2), através da alteração do Marco Regulatório. Nós tratamos como pontos chaves para o crescimento do biodiesel no Brasil, os seguintes aspectos: uma política clara de crescimento de mercado com indicativos de aumento de percentual de biodiesel no óleo diesel para os próximos 10 anos; a manutenção e o aprimoramento da qualidade dos combustíveis e do biodiesel em toda a cadeia produtiva e de distribuição; reforma tributária adequada para que possamos aumentar a competitividade da indústria nacional e diminuir o custo do biodiesel; uma agenda positiva para que o país comece a exportação do biocombustível, o que ainda não ocorre; aprimoramento das políticas sociais, no que diz respeito ao Selo Combustível Social, para que cresça a inserção da agricultura familiar; e, a melhoria no que tange aos aspectos de comercialização e logística, para que possamos diminuir os custos do biodiesel e melhorar os processos.

Com essa união percebemos a força que nasceu a entidade, pois ela está bem representativa, estão associadas até o momento 28 empresas de biodiesel, que contam com 36 plantas industriais, que são responsáveis por produzir 3,73 bilhões de litros de biodiesel/ano, sendo que a capacidade autorizada pela ANP – Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis - é de 6,3 bilhões de litros biodiesel/ano. Esses números demonstram somos uma entidade pautada por empresas que visualizam que são necessárias mudanças e melhorias no setor.

Mediante esse apoio iniciamos diversas articulações em busca de melhorias. A primeira ação por nós desenvolvida foi participarmos e nos inserirmos na Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Oleaginosas e Biodiesel. A Câmara, interministerial, tem por objetivo identificar oportunidades e discutir ações prioritárias para o desenvolvimento do setor.

Outra iniciativa por nós promovida, em conjunto com outras entidades, foi o 1º Encontro Sul: Repensando o PNPB no Brasil, que aconteceu durante a Expointer, em Esteio (RS). O evento, que contou com a participação de diversos líderes do setor, cumpriu seu objetivo aproximando toda a cadeia produtiva para um debate amplo sobre o futuro do PNPB. Ao final do encontro formulamos um documento destinado ao Governo Federal com as resoluções estratégicas ali definidas para o setor crescer e ser competitivo. Entregamos a carta ainda durante a Expointer, ao Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Mendes Ribeiro Filho, que garantiu analisar a proposta. Também fomos recebidos, em Brasília (DF), pelo Ministro do Desenvolvimento Agrário, Afonso Florence, pelo Deputado Federal Jerônimo Goergen e pelo Diretor do Departamento de Combustíveis Renováveis do Ministério de Minas e Energia, Ricardo Dornelles.

No mês de outubro formalizaremos a Frente Parlamentar em Defesa do Biodiesel no Congresso Nacional, que deverá ser liderada pelo Deputado Federal Jerônimo Goergen. Essa iniciativa é um passo que consideramos muito importante para que possamos defender e viabilizar os interesses do setor.

Erasmo Carlos Battistella é presidente da Associação dos Produtores de Biodiesel do Brasil – APROBIO; diretor presidente da BSBIOS e presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Canola -ABRASCANOLA

A partir desta edição a revista BiodieselBR passa a contar com uma coluna da Aprobio.