021

Perigo à vista


Edição de Fev / Mar de 2011 - 02 mar 2011 - 13:15 - Última atualização em: 22 dez 2011 - 11:09
Alice Duarte, de Curitiba

Mais um caso de acidente em uma fábrica de biodiesel coloca em alerta o setor e mostra que nem todas as usinas estão devidamente preparadas para evitar tragédias. Na tarde do dia 15 de janeiro, testemunhas relataram ter visto uma explosão na fábrica da SPBio, em Sumaré (SP), que destruiu parte da unidade destinada à neutralização de óleo vegetal reciclado. O estrago só não foi maior porque na hora do acidente não havia expediente no local e ninguém ficou ferido.

Em entrevista ao portal BiodieselBR.com, Haroldo Barros, sócio da empresa, alegou que a causa do acidente foi o excesso de chuvas e ventos fortes, que levaram o telhado abaixo, atingindo um reator. A queda do equipamento, com cerca de dez metros de altura, teria destruído a estrutura do prédio, que tinha mais de 60 anos. A unidade atingida fazia o pré-tratamento do óleo de cozinha para o projeto de reciclagem da rede de lanchonetes McDonald’s.

A SPBio foi autuada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) por não ter comunicado o acidente. De acordo com a regulamentação da agência, as usinas são obrigadas a notificar a ocorrência de incidentes em até 48 horas. Ao tomar conhecimento do fato, a ANP enviou dois técnicos ao local para uma vistoria.

Por ser uma indústria química, as usinas de biodiesel têm riscos inerentes, especialmente em relação à segurança. Desde o começo da atividade no Brasil, o acidente mais grave aconteceu na unidade da Binatural, em Formosa (GO), com três mortes. Em março de 2009, operários faziam manutenção em um tanque contendo glicerina, quando uma faísca causou a combustão do solvente que ainda estava no produto, provocando uma forte explosão. Outro acidente grave registrado no país foi na Cooperbio, em Cuiabá (MT). Em agosto do mesmo ano, um curto-circuito foi apontado como a causa da explosão na unidade destinada ao preparo de catalisador. Um funcionário morreu e outros dois tiveram queimaduras graves.