008

BSBios: Incentivos, Exportação, Selo Social


BiodieselBR - 27 jan 2009 - 15:10 - Última atualização em: 23 jan 2012 - 10:10
Perfil da Indústria: BSBios - Incentivos, Exportação, Selo Social

Incentivos

A abertura de mercado com a liberação da adição de 3% de biodiesel ao diesel mineral, em julho deste ano, foi decisiva para a empresa. “Isso foi imprescindível para salvar o setor de biodiesel no Brasil porque muitas empresas, quando se depararam com 2% de biodiesel, viram que não havia mercado para todo mundo”, recorda. Entre janeiro e agosto deste ano, a empresa produziu 48,3 milhões de litros de biodiesel.

O volume adquirido pelo governo nos leilões da ANP ainda é considerado pequeno pelo produtor de biodiesel. Battistella lembra que a capacidade instalada das indústrias chega a 3,76 bilhões de litros/ano. “Isso nos daria a segurança de termos o B5”, salienta. O Brasil deve fechar este ano com uma produção total de pouco mais de um bilhão de litros, o que representa 35% da capacidade autorizada das indústrias.


Exportação

A BSBios foi a segunda indústria de biodiesel a receber a autorização da ANP para exportação. Entretanto, a falta de competitividade do biodiesel brasileiro no mercado internacional impede que o produto chegue ao mercado externo. “Hoje temos matériaprima, indústria, produto especificado, mas não temos condições de exportar o biodiesel”, justifica Battistella.

O mercado-alvo da indústria é a União Européia, que conforme o diretor de operações, vem mantendo as metas de introdução dos biocombustíveis na sua matriz energética. “Mas infelizmente a União Européia está vindo para o Brasil olhar para o biodiesel e acaba comprando matéria-prima. Precisamos urgentemente rever esse modelo de tributação da exportação para beneficiar a nossa indústria e deixarmos de ser um país colônia”, avalia.

Battistella afirma que a solicitação já foi levada ao Governo Federal. Ele acredita que o governo devesse realizar um leilão específico para exportação, levando para o exterior no mínimo 500 milhões de litros/ano. “Eu defendo inclusive que esse leilão seja feito apenas com biodiesel produzido através da matéria-prima oriunda da agricultura familiar. O governo federal daria um auxílio para exportarmos um volume já prédeterminado de biodiesel, incentivaria as empresas a produzir mais e o pequeno produtor a diversificar a atividade agrícola”, explica.


Selo social

A BSBios, que tem o Selo Social desde agosto de 2007, compra 30% de sua matéria-prima de pequenas propriedades. O restante vem do mercado. Battistella afirma que cerca de dez mil famílias de pequenos agricultores da região de Passo Fundo são beneficiadas pelo selo.

A remodelação das regras do selo deverá facilitar a aquisição da matéria-prima. “Teremos mais flexibilidade no cumprimento das normas do Ministério do Desenvolvimento Agrário”, observa.

Uma das sugestões encaminhadas pela empresa para melhorar a inclusão social é a criação de uma Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) específica para o biodiesel. Para o diretor de operações, isso irá garantir que as cooperativas consigam comercializar soja, canola e girassol oriundos da agricultura familiar sem empecilhos. “Com isso iremos ampliar o número de famílias que serão beneficiadas e ampliar também a quantidade de matéria-prima ofertada pela agricultura familiar”, garante Battistella.