Produção e consumo

Vendas de combustíveis cresceram 7,2% até maio


BiodieselBR.com - 25 jun 2013 - 18:02 - Última atualização em: 29 nov -1 - 20:53

As vendas de combustíveis cresceram 7,2% de janeiro a maio de 2013 em relação ao mesmo período do ano passado, em mais um dado que mostra a força do consumo de derivados a despeito da desaceleração da economia brasileira.

A taxa abrange o desempenho das companhias filiadas ao Sindicato das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e Lubrificantes (Sindicom), que representa cerca de 80% do mercado, informou a entidade nesta terça-feira (25). "Combustível é um segmento à parte da economia. O diesel, um termômetro do transporte brasileiro, continua elevado", afirmou o diretor de Mercado e Comunicação do Sindicom, Cesar Guimarães.

Também entre os destaques, as vendas de etanol aumentaram 14,5%, com aumento na produção no centro-sul e a desoneração de PIS/Cofins, afirmou o presidente do Sindicom, Alisio Vaz.

O consumo de gasolina e diesel manteve o ritmo de alta, com taxas de 5,4% e 4,5% no mesmo período.

A Sindicom divulgou mais cedo o relatório anual sobre o mercado de combustíveis em 2012, ano em que as vendas aumentaram 6,7% e foram vendidos 118 bilhões de litros.

Estoques
Na ocasião, Vaz afirmou que o crescimento do mercado de derivados por anos consecutivos levou a um novo patamar de demanda que tem exigido investimentos das distribuidoras.

Preocupada com este novo patamar de consumo, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) decidiu impor estoques mínimos de petróleo e derivados tanto à Petrobras quanto aos distribuidores, em resoluções distintas para os dois segmentos.

O Sindicom propôs à agência que a regulamentação sobre estoques seja unificada em uma única resolução, disse Vaz.

"Estas regras que estão em discussão têm a ver com este crescimento sensacional. As empresas estão contentes, mas isso exige mais tancagem, estoques".

Reuters
Com adaptação BiodieselBR.com