PUBLICIDADE
Insumo

Pesquisa envolvendo antioxidantes ganha prêmio de tecnologia da Abiquim


Embrapa Agroenergia - 15 dez 2011 - 07:22 - Última atualização em: 28 fev 2012 - 22:43

O pesquisador Sílvio Vaz Júnior, da Embrapa Agroenergia, foi o ganhador da edição 2011 do Prêmio Kurt Politzer de Tecnologia, na categoria pesquisador. Concedido pela Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim), o prêmio homenageia pesquisadores que tenham desenvolvido projetos na área química com potencial de aplicação industrial. Foi entregue na segunda-feira (12), durante o 160 Encontro Anual da indústria Química.

O projeto que conquistou o prêmio foi o LIGNORENOV - Aproveitamento de Ligninas para a Obtenção de Produtos Químicos Renováveis, que é desenvolvido na Embrapa Agroenergia em parceria com a Rhodia Poliamida e Intermediários.  A pesquisa utiliza como matérias-primas o licor negro da indústria de papel e celulose e a serragem residual da indústria madeireira. O objetivo é gerar dois tipos de produtos químicos renováveis: antioxidantes para conservação do biodiesel, e monômeros fenólicos para síntese de resinas do tipo fenol-formaldeído para uso no setor madeireiro e na construção civil.

O projeto já tem resultados preliminares que indicam a sua viabilidade técnica. Para o pesquisador, receber o prêmio representou “um reconhecimento da relevância da pesquisa e dos esforços de toda a equipe envolvida no projeto”. Ele concorreu com outros nove inscritos na disputa pelo primeiro lugar.

Vaz é químico formado pela Universidade Federal de Uberlândia, com mestrado e doutorado pela Universidade de São Paulo (USP). Na Embrapa Agroenergia, é o pesquisador supervisor do Laboratório de Aproveitamento de Coprodutos e Resíduos, que atua no desenvolvimento novas moléculas para agregar valor à cadeia da biomassa. Em 2008, quando era proprietário da Hidrolisis Avaliações Analíticas e Novos Produtos, recebeu o mesmo prêmio, na categoria empresa nascente.

Vivian Chies