Informações

Mini usina de biodiesel é reativada em Varginha


Jornal Varginha Hoje - 26 jun 2012 - 09:38 - Última atualização em: 26 jun 2012 - 16:03
Usina de biodiesel-varginha copy
A reativação da usina de biodiesel foi realizada por meio de parceria público-privada (PPP), entre a Prefeitura de Varginha e a empresa que realizará o trabalho. A administração municipal doou à Abdiesel – Usinas de Biodiesel a área de 8.700 metros quadrados com a concessão de uso dos equipamentos aqui instalados. Por sua vez, a empresa realizará investimento estimado de R$ 600 mil com a previsão de faturamento mensal de R$ 80 mil, e capacidade de produção diária de dois mil litros de biocombustível.

Com o objetivo de estender as políticas públicas municipais nas áreas ambiental, educacional, social e econômica, a administração municipal concretiza o projeto local de produção de biocombustível. “Trabalhamos com bicombustíveis em Araguari e, a expansão de nossos empreendimentos para Varginha ocorre graças a seriedade e incentivo depositados pelo prefeito Corujinha a nossa empresa” afirmou em discurso o diretor industrial da Abdiesel, Abdias Eduardo Pontes. “A proposta de nossa empresa é somar à comunidade local que tem papel imprescindível na produção do biodiesel gerado através do óleo de cozinha descartado, nossa principal matéria-prima,” acrescenta Pontes.

O projeto municipal para a produção de biocombustível e a Abdiesel tem como principais contribuições para a população varginhense: a geração de biocombustível sustentável, preservação do meio ambiente e trabalho de pesquisa junto às universidades. O empreendimento em Varginha deve gerar aproximadamente 160 empregos diretos e indiretos. O protocolo celebrado entre o município e a empresa estabelece também a inclusão da Abdiesel no Programa Empresa Cidadã.

Durante a solenidade, o prefeito Eduardo Carvalho Corujinha recebeu simbolicamente do diretor industrial da Abdiesel um litro de biodiesel, como representação dos primeiros 500 litros de biocombustível que a empresa doará mensalmente à administração municipal para o abastecimento de veículos. O biodiesel foi colocado em uma caminhonete para a demonstração.

“A usina de biodiesel em Varginha resultará em sustentabilidade, com a aplicação de políticas governamentais desenvolvidas com a iniciativa privada, governo e população”, destaca o prefeito Eduardo Carvalho Corujinha ao explicar o projeto local.

De acordo com o diretor industrial, nas próximas semanas serão divulgados os pontos de coleta e inicializada a campanha de orientação e conscientização de como fazer o descarte do óleo de cozinha usado.

Histórico
O projeto do biodiesel começou em Varginha no ano de 2004, sendo pioneiro no país e criado através do trabalho do ex-prefeito Mauro Teixeira que esteve diversas vezes em Brasília (DF) e Fortaleza (CE) e com articulação junto aos ministérios e pesquisa junto ao professor da Universidade Federal do Ceará, Expedito Parente, colocou Varginha como referência em sustentabilidade.

O projeto inicial produzia o combustível por meio da matéria-prima da mamona e, Varginha, chegou a produzir, num período de dois anos, mais de mil litros do biocombustível por mês. A cidade ainda sediou duas edições do Congresso Brasileiro de Plantas Oleagionosas, Óleos, Gorduras e Biodiesel, em parceria com a Universidade Federal de Lavras (UFLA).

Depois de um período desativada, o prefeito de Varginha, Eduardo Carvalho Corujinha, buscou novos parceiros e concretizou a parceria público-privada, no ano de 2010, com a Abdiesel. Nestes últimos dois anos, a empresa e a prefeitura buscaram as liberações e licenciamentos junto aos órgãos competentes para o funcionamento da usina.
Tags: Varginha