Informações

Abiove defende adoção do B14 de forma provisória no L73


BiodieselBR.com - 11 mai 2020 - 17:42

Entidades representativas do setor biodiesel vêm se movimentando há algumas semanas para tentar convencer o Ministério de Minas e Energia (MME) a antecipar novos aumentos de mistura obrigatória como uma forma de reduzir os impactos da crise do coronavírus sobre a indústria. Inicialmente, a informação era que os fabricantes queriam o B13 em julho – oito meses antes do prazo estipulado pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE).

A proposta, no entanto, pode ser ainda mais ousada do que o que foi inicialmente noticiado. Durante uma live realizada nessa segunda-feira (11), executivos da Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) informaram que a ideia é aproveitar que o uso do B15 já se encontra devidamente validade para adotar uma política temporária em que o nível de mistura fosse dinâmico – a cada leilão o patamar de mistura seria calibrado com base nas condições efetivas de mercado para o bimestre.

Já para o Leilão 73, a entidade defendeu o uso de B14. Dois pontos percentuais acima da mistura atual – a única vez que o mercado brasileiro teve um aumento desse porte na mistura foi na adoção do B10 em março de 2018.


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR