BASF
Regulação

Setor do biodiesel pede novo marco regulatório


Ministério da Agricultura - 04 jul 2012 - 16:49 - Última atualização em: 29 nov -1 - 20:53
mapa-ministerio
As entidades privadas que participam da Câmara Setorial de Oleaginosas e Biodiesel encaminharam ao ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Mendes Ribeiro Filho, documento solicitando a aprovação do novo marco regulatório para o setor, na manhã desta quarta-feira (04).

O pedido foi entregue após a 14º reunião ordinária da cadeia produtiva, em Brasília. “Esperamos que o ministro da Agricultura apresente para a presidente Dilma Rousseff o nosso anseio pela aprovação do marco regulatório. Estamos completamente de acordo com o trabalho feito pela comissão interministerial do Biodiesel que sugere as mudanças”, explica o presidente da Câmara Setorial, Odacir Klein.

As indústrias querem que o Governo divulgue, ainda em 2012, novos parâmetros para o setor, como escalonamento da adição do combustível renovável no diesel, elevando o percentual dos atuais 5% para 7%. “Esperamos que a nossa atitude contribua para agilizar a aprovação do novo marco regulatório”, justifica Klein.
 
A Associação dos Produtores de Biodiesel do Brasil (Aprobio) defende, ainda, a elevação do percentual de biodiesel no diesel em 1,5% por ano até 2020, alcançando a participação de 20% na mistura.

Matéria-Prima
A diversificação da matéria-prima processada pelas unidades também deve se impor caso ocorra maior adição. Hoje há grande dependência do óleo de soja, que significou 82% do processamento em 2010 no País. O setor projeta alta de 16% na produção no Brasil, alcançando mais de 2 milhões de metros cúbicos.

Já existem alternativas em desenvolvimento para complementar a soja, como canola, palma, girassol e mamona. O marco regulatório vigente para o setor foi aprovado em 2005.