PUBLICIDADE
cremer
Política

Elevando o tom: a política em torno do biodiesel


BiodieselBR.com - 24 set 2012 - 11:10
Jeronimo-Goergen-240912
Embora tenha estreitado sua relação com o setor de biodiesel há pouco mais de um ano, o deputado federal Jerônimo Goergen (PP/RS) já é um das figuras-chave nos debates em torno dessa nova indústria. Ele foi o grande articulador da criação da Frente Parlamentar do Biodiesel (FPB) que hoje é a pedra angular na defesa dos interesses do segmento nos corredores do poder em Brasília.

Ele também será um dos palestrantes do primeiro dia da Conferência BiodieselBR 2012, durante o qual apresentará o tema “O esforço político para o desenvolvimento do setor”. Ele explicará aos presentes os esforços que a frente parlamentar vem desenvolvendo para apresentar os pleitos do segmento ao governo federal e ao Congresso Nacional.

Entre outras iniciativas das quais o parlamentar tem se mantido à frente, está a interlocução com o governo federal a respeito do novo marco regulatório do biodiesel – certamente o ponto individual mais importante na agenda do segmento. Recentemente ele e um grupo de representantes das usinas estiveram na Casa Civil onde participaram de uma reunião a respeito do o processo interno de elaboração do Projeto de Lei que o governo deverá apresentar ao legislativo dentro dos próximos meses.

“Minha palestra será um relato das ações que fizemos na frente com todas as articulações políticas que temos construído e um resumo das negociações nas quais estamos envolvidos e onde conseguimos chegar até agora”, adianta.

Elevando o tom
“Espero que a gente tenha um momento mais bem definido quanto ao novo marco. Eu gostaria de chegar lá [na Conferência BiodiesleBR] com um entendimento bem mais claro do que vai ser a nova regra do setor”, comenta ao falar sobre suas expectativas para o evento que está se aproximando.

O parlamentar não costuma pegar leve quando pressiona em favor da indústria. E tem elevado o tom na últimas semanas. No mês passado, em entrevista ao jornal Valor Econômico, ele afirmou que desde dezembro de 2011 está negociando o aumento da mistura. “Naquela época, o governo alegou que o modelo de leilão, selo social e qualidade do produto eram os três principais gargalos que impediam a evolução. Nesse meio tempo tivemos a qualidade ampliada, os leilões mudaram e o selo social já está sendo revisto. Mesmo assim, pouca coisa mudou”.

Na última semana, logo após a Aprobio apresentar à Casa Civil um estudo encomendado à Fipe, Goergen disparou: “o governo não tem mais argumentos para impedir o envio do novo marco regulatório ao Congresso”.

Na avaliação do palestrante, o evento é relevante por permitir que os atores do setor transmitam sua mensagem de forma mais direta uns para os outros, favorecendo uma atualização geral sobre o momento que o biodiesel vive dentro da economia nacional. “De uma forma geral, a conferencia permite que a cada ano façamos uma atualização do papel do setor como um todo”, elogia.

“O evento vai permitir atualizar os agentes do governo que estarão lá com dados sobre o setor para que eles tomem decisões políticas bem informadas. Essa é uma característica importante desse evento”, diz. Para o deputado um dos aspectos fundamentais do debate dizem respeito ao impacto inflacionário do biodiesel, tema que vem tirando o sono de muitas autoridades em Brasília num ano que teve mais de um aumento no preço do diesel e que viu as cotações da soja subirem a patamares inéditos.

Conferência BiodieselBR
Data: 1 e 2 de outubro de 2012
Local: São Paulo - SP
Inscrições: www.conferencia.biodieselbr.com
Telefone: 41 3013 1703

Fábio Rodrigues - BiodieselBR.com
Tags: C2012