Leilões de biodiesel

Leilão 70 comprou 1,04 bilhão de litros de biodiesel


BiodieselBR.com - 10 dez 2019 - 17:41

Depois de muitas peripécias, a etapa regulamentar do 70º Leilão de Biodiesel finalmente chegou ao fim. No total, as distribuidoras compraram um pouquinho menos que 1.039,9 milhões de m³ de biodiesel puro. Esse volume servirá para abastecer o mercado compulsório durante os primeiros dois meses de 2020.

A Etapa 5 do processo não foi das mais movimentadas. As 93 distribuidoras participantes do processo deram somente 18 lances na rodada de hoje arrematando 30,9 milhões de litros de biodiesel. O que limita a quantidade distribuidoras nessa etapa a no máximo 18. As compras de hoje representaram menos de 3% do total adquirido durante o processo como um todo.

Nos dois dias de duração da Etapa 3, as compras beiraram as 1.009 mil m³.

Caso todo esse biodiesel seja integralmente retirado pelos compradores e vire B11 – a Resolução 16/2018 do CNPE permite que as distribuidoras adicionem até 15% de biodiesel no combustível vendido – a movimentação de óleo diesel B ao longo do próximo bimestre seria de aproximadamente 10,8 bilhões de litros. Este ano, a movimentação do mercado foi menor que 8,77 bilhões de litros.

No limite

O volume arrematado foi um pouco superior ao projetado por BiodieselBR.com, que antecipava vendas de 1.030 mil m³. A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) antecipava que o certame teria um resultado bem mais modesto, movimentando 978 mil m³.

O resultado final do processo mostra que se a habilitação original tivesse sido mantida conforme publicada em 19 de novembro, haveria faltado biodiesel. As 34 usinas habilitadas pela ANP inicialmente, ofertaram apenas 948,98 mil m³. Um volume inferior até mesmo do que foi comprado pelas distribuidoras no primeiro dia da etapa 3.

Uma sequência de decisões judiciais, no entanto, garantiu que oito usinas que não haviam sido habilitadas pudessem participar do certame. Isso agregou mais 265,5 milhões de litros em capacidade de oferta. No fim das contas o L70 teve a maior capacidade inscrita em leilões bimestrais com 1,48 bilhão de litros.

Uma outra liminar judicial levou ao adiamento da Etapa 5 do processo. Originalmente ela deveria ter acontecido nessa sexta-feira (06), mas acabou adiada para hoje. Não foram divulgadas maiores informações sobre quem entrou com ação contra a ANP ou sobre o resultado do processo.

Ainda sobraram 151,1 mil m³ de biodiesel no mercado de 22 usinas. Esse volume será reapresentado no mercado autorizativo e no leilão de opções.

Até o momento o processo movimento um pouco mais que R$ 3,29 bilhões. O valor é 4% menor do que o do L69.

No bimestre passado, cada metro cúbico de biodiesel foi negociado, em média, por R$ 3.100,97. Esse valor caiu cerca de 2% no leilão atual. As distribuidoras vão pagar R$ 3.037,36 pelo biodiesel.

Destaques

– O L70 fechou a aquisição de 1.039,9 milhares de m³ de biodiesel;
– Na Etapa 3 as compras foram de 1.009 milhares de m³;
– Na etapa 5 as compras foram 30,9 milhares de m³ para um máximo de 252,2 mil m³;
– Sobraram apenas 151,1 mil m³ de biodiesel não vendido;
– Das 41 usinas que fizeram ofertas na Etapa 2, 19 conseguiram vender integralmente suas ofertas integralmente e 22 ainda tem algum saldo não vendido;
– No total 9 unidades produtivas venderam 100% de sua capacidade instalada bimestral;
– Das usinas que fizeram ofertas na Etapa 2, a Granol de Cachoeira do Sul foi a única a não vender biodiesel;
– O preço médio do biodiesel no L70 ficou em R$ 3.037,36 por m³ para das distribuidoras;
– O L70 movimentará perto de R$ 3,16 bilhões;
– A usina da Oleoplan em Veranópolis foi a grande vencedora do leilão com 72 mil m³ de biodiesel, as vendas podem render até R$ 211,9 milhões;
– O montante equivale a 100% da oferta e a 92,3% da capacidade da unidade gaúcha da Oleoplan;
– A Oleoplan também foi a vencedora entre os grupos com vendas de 120 mil m³ e faturamento potencial de até R$ 364,3 milhões;
– O maior preço médio foi da Granol de Porto Nacional que vendeu um lote de 12 mil m³ de biodiesel por R$ 3.295,00 o m³;
– O biodiesel mais barato foi o da Bunge que vai receber R$ 2.853,95 por cada um dos 28 mil m³ que vendeu;
– Com 278,3 mil m³ de biodiesel vendidos, o Rio Grande do Sul foi o estado que mais comercializou no L70;

O resultado completo do L70 pode ser conferido clicando aqui.

Fábio Rodrigues – BiodieselBR.com

Tags: L70