Leilões de biodiesel

Segundo dia do 25º leilão encerra com mercado aquecido


BiodieselBR.com - 28 fev 2012 - 22:38 - Última atualização em: 08 mar 2012 - 23:03

Depois de uma abertura tempestuosa na segunda-feira, o 25º Leilão de Biodiesel da ANP chega a seu segundo dia com uma disputa bastante dura.

Repetindo a novidade introduzida no último leilão, a ANP iniciou a disputa pelos lotes pares. Nesses cinco lotes são negociados os 20% do volume total arrematado. No caso do certame atual, isso significa 140 milhões de litros de biodiesel e podem ser disputados por todas as usinas de biodiesel que estejam habilitadas à participar, tenham elas o selo social ou não.

Historicamente lotes sem selo são disputados mais intensamente, com as usinas aceitando deságios que costumam superam os 10%. Nos últimos cinco leilões – os quatro que abasteceram o mercado no ano passado e mais o 24º –, os deságios registrados nos lotes sem selo foram, por ordem cronológica de: 3,3%; 15,15%, 13,77%; 11,77% e 13,60%. Esses dois últimos são os deságios registrados em relação aos preços de referência antes de serem aplicados os descontos relativos ao Fator de Ajuste Logístico (FAL).

Sob esse aspecto, o leilão 25 não foge muito a regra. O deságio médio com FAL nos lotes sem selo ficaram em 12,83% com um preço médio de R$ 2,0860 por litro de biodiesel negociado.

A situação mudou nos lotes reservados apenas para empresas detentoras do Selo Combustível Social, que tradicionalmente são bem menos disputados. Repetindo o mesmo levantamento dos resultados dos cinco leilões mais recentes, tivemos os seguintes deságios nos lotes exclusivos: 0,42%; 13,91%; 2,69%, 1,83% e 0,83%. Esses lotes concentram 80% da demanda do leilão, o equivalente a 560 milhões de litros neste leilão.

O primeiro lote ímpar a ser aberto foi o da Região Sudeste. Esse é o maior lote individual com 80 itens em disputa totalizando 250,4 milhões de litros. É o filé do mercado. E foi surpreendente ver as usinas mantendo o mesmo ímpeto dos demais lotes. Até o encerramento da disputa às 17h44, foram negociados 34 itens do lote 03 a um preço médio de R$ 2,0067, o que representa um deságio de 15,55% em relação ao preço medido de referência.

Ao que tudo indica o colunista de BiodieselBR, Miguel Angelo Vedana, acertou no prognóstico feito na última sexta-feira.

Fábio Rodrigues - BiodieselBR.com

Tags: L25