Motores

Toyota e Hino vão desenvolver caminhão movido a célula de hidrogênio


UOL - 14 abr 2020 - 10:46

Com o objetivo de atender a demanda mundial pela redução das emissões de poluentes, a montadora Toyota e a Hino – fabricante japonesa de motores diesel –, se uniram para fabricar caminhões de grande porte movidos a célula de combustível a hidrogênio. , energia limpa proveniente de uma reação eletroquímica entre os gases oxigênio e hidrogênio.

O caminhão Profia, da Hino, passou por mudanças para receber a nova motorização e está em fase de testes. O chassi foi projetado para acomodar duas pilhas de células semelhantes às que já são usadas no Mirai – sedã movido a hidrogênio que foi anunciado pela Toyota em outubro passado.

A meta é que os caminhões com a nova tecnologia tenham 600 km de autonomia.

Para as empresas, o combustível usado nos caminhões precisa mudar com urgência, já que o diesel é responsável por cerca de 60% das emissões de gás carbônico por veículos comerciais no Japão.

As parceiras têm metas ambiciosas para reduzir as emissões de CO2 até 2050 e estão desenvolvendo, também, carros elétricos para produção em série nos próximos anos. Ambas já trabalharam juntas em projetos similares. Em 2003, elas apresentaram o conceito de um ônibus motivo a hidrogênio.

Joel Leite – UOL
Com adaptações BiodieselBR.com