PUBLICIDADE
Motores

Projeto de Lei quer retorno de carros populares a diesel no Brasil


Canaltech - 22 mar 2022 - 10:20

Proibidos via portaria ministerial desde 1976, os carros de passeio movidos a diesel podem, em breve, voltar a ser produzidos no Brasil. Pelo menos essa é a ideia central do Projeto de Lei apresentado pelo deputado federal Heitor Freire (União-CE).

De acordo com o texto do PL 567/2022 protocolado pelo deputado, a portaria criada pelo Ministério da Indústria e Comércio (MIC 346) fazia sentido na época em que foi criada, mas, 46 anos depois, perdeu completamente o sentido de seguir vigente.

Heitor Freire justificou o porquê quer o fim da proibição e defendeu o incentivo para a fabricação de novos veículos a diesel de maneira bem simples. Na visão do deputado, “o cenário mudou, a tecnologia avançou e os preços dos combustíveis aumentaram em patamares nunca antes vistos”.

O deputado complementou a defesa afirmando que a proibição de carros de passeio movidos a óleo diesel nada mais é do que “um capricho que prejudica unicamente o acesso do cidadão comum a uma matriz energética mais barata”.

Economia

O preço dos combustíveis, citado em parte do texto do Projeto de Lei que defende a volta dos carros de passeio movidos a diesel no Brasil, foi um dos pontos em que o deputado Heitor Freire mais se apegou.

Ele citou que, enquanto um carro com motor a diesel pode rodar até 20 quilômetros com apenas um litro de combustível, os modelos movidos a gasolina não alcançam, em sua grande maioria, nem metade desta autonomia.

“Além disso, essa maior eficiência torna os carros a diesel com maior durabilidade e com manutenções de custo mais baixo, tornando-os uma opção mais vantajosa a longo prazo”, concluiu, confiante em ver o PL, em processo de tramitação, ser votado e aprovado no futuro.

Antecedentes

Essa não é a primeira vez que um parlamentar tenta liberar carros de passeia a diesel no Brasil. Ao longo dos anos diferentes iniciativas buscaram reverter a proibição.

A tentativa mais recente, de autoria do deputado federal Kim Kataguiri (União/SP) foi apresentada no ano passado. O parlamentar emendou o texto da MP 1.063/2021 que liberava a comercialização direta.

Em 2013, um grupo de empresas do setor automotivo chegou a formar a Aliança Pró-Veículos Diesel (Aprove Diesel) para pressionar pela liberação.

Até agora, contudo, nenhuma dessas iniciativas obteve sucesso.

Com adaptação de BiodieselBR.com