Motores

Biodiesel reduz formação de depósitos em injetores de combustível


BiodieselBR.com - 24 nov 2020 - 09:00

Embora – por vezes – ainda seja visto com uma dose suspeita pelo setor automotivo, o biodiesel pode ter efeito positivo sobre os motores. Uma série de testes conduzidos na Alemanha apontou que motores que rodam com misturas entre diesel fóssil e biodiesel apresentam uma tendência menor de formação de depósitos em seus sistemas de injeção de combustível. A pesquisa foi realizada pela Universidade de Rostock em cooperação com a Associação para Gestão da Qualidade do Biodiesel (AGQM) e a fabricante de aditivos ERC.

Para aumentar a precisão, motores diesel modernos usam injetores cujos vãos chegam a ser menores do que 4 micrômetros – um micrômetro é a milésima parte de um milímetro. Nessas condições, a formação de depósitos pode ter efeitos negativos consideráveis sobre a operação do equipamento.

Os testes avaliaram os efeitos de diversas matérias-primas – óleo de colza, soja, sebo e óleo de cozinha usado – e misturas entre B10 e B30 sobre a formação de depósitos. Os resultados sinalizam que quanto maior o percentual de biodiesel, menor a formação de depósitos.

Não foram detectados depósitos em situações críticas de baixa temperatura.

O relatório completo (em inglês) da iniciativa pode ser acessado clicando aqui.

Fábio Rodrigues – BiodieselBR.com